Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''Debate''.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Union Geral
    • Anúncios da Staff
    • Recados Gerais
  • Mangás
    • Geral
    • Discussões
    • Canto dos Scanlators
  • Comics
  • Animes
    • Geral
    • Discussões
  • One Piece
    • Geral
    • Discussões
  • Entretenimento
    • Diversos
    • Esportes
    • Filmes
    • Games
    • Música
    • Séries
    • Off Topic
  • Fanwork
    • Fanfiction
    • Art&Design
  • Jogos
    • RPG One Piece
    • RPG Bleach
    • RPG Naruto

Calendários

  • Calendário Fórum Union
  • teste

Encontrado 77 registros

  1. [VERÃO 2020] Digimon Adventure

    Gênero: Ação, Aventura, Comédia, Sci-Fi Baseado em: Produção original Autor da história original: Yuuko Kakihara Roteiro: Yuuko Kakihara Diretor: Keitaro Motonaga Estúdio: Toei Animation Emissoras: — Nº de Episódios: — Data de Estreia: Abril 2015 Sinopse: Depois de 15 anos das férias de verão, se não tivéssemos ido para o digimundo, se não tivéssemos feito essa viagem com os outros, se não tivéssemos mudado tanto. Os digimons estiveram sempre conosco, alem de parceiros, foram nossos amigos, aprendemos a importância de ajudar o próximo, essa incrível experiência nos transformou no que somos hoje… O portal se abrirá novamente para todos os digi-escolhidos do mundo. Taichi estará com 17 anos e no colegial. Trailer / PV: Links: Site do anime / My Anime List
  2. [Discussão] Saga: Assassin's Creed

    Nome: Assassin's Creed serie Genero: Ação, aventura, stealth, ficção histórica. Plataformas: PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360, Xbox One, Microsoft Windows, Mac OS X, Nintendo DS, PlayStation Portable, PlayStation Vita, iOS, HP webOS, Android, Java, Nokia, Symbian, Windows Phone, Wii U. Criadores: Patrice Désilets, Jade Raymond, Corey May Desenvolvedoras: Ubisoft Montreal, Ubisoft Annecy, Ubisoft Sofia, Ubisoft Milan, Ubisoft Toronto, Ubisoft Quebec, Gameloft, Griptonite Games, Ubisoft Blue Byte, Climax Studios. Distribuidora: Ubisoft Sinopse Os jogos de Assassin's Creed envolve dois grupos; os assassinos e os templários, se envolvendo com as pessoas e condições da época mostrada. Retirando inspiração a partir do romance Alamut, do escritor esloveno Vladimir Bartol, Assassin's Creed começou como um spin-off da série Prince of Persia. O jogo original foi um esboço para Prince of Persia: The Two Thrones. Jogos Nome: Assassin's Creed Plataformas: PlayStation 3, Xbox 360, Microsoft Windows. Desenvolvedoras: Ubisoft Montreal. Motor: Scimitar Modos de jogo: Single-player Designers: Patrice Désilets, Jade Raymond Data de lançamento: 14 de Novembro de 2007 Desmond Miles é um bartender que é sequestrado por uma poderosa empresa chamada Abstergo. Embora em cativeiro, Desmond é informado que deve usar uma máquina chamada Animus, criada pelas Indústrias Abstergo, para reviver as memórias de seus ancestrais. Ele aceita usar a máquina para reviver as memórias de seu ancestral, Altaïr Ibn-La'Ahad. Altaïr, o primeiro ancestral acompanhado por Desmond, é um membro de um grupo denominado Assassins (Assassinos). Este grupo vive sob três leis absolutas. Entretanto, por causa de sua arrogância e descuido, Altaïr quebra essas leis, desonrando-se e comprometendo a Irmandade. A fim de recuperar seu antigo status, Altaïr deve caçar e matar nove alvos a mando de seu mestre, Al Mualim. Altaïr relutantemente aceita a tarefa. Nome: Assassin's Creed II DLC's: Battle of Forlì, Bonfire of the Vanities Plataformas: iPhone OS, Microsoft Windows, PlayStation 3, Xbox 360 Desenvolvedoras: Ubisoft Montreal Motor: Anvil Engine Modos de jogo: Single-player Designers: Patrice Désilets, Jade Raymond, Sébastien Puel Data de lançamento: 17 de novembro de 2009 O jogo começa imediatamente após os eventos de Assassin's Creed. Desmond Miles e uma aspirante a assassina, Lucy Stillman, escapam do laboratório de Abstergo, seguindo para um esconderijo dos assassinos. Desmond descobre que os assassinos, com poucos recursos e dinheiro, estão tendo dificuldades para vencer os templários. Lucy revela que uma equipe dos assassinos, formada por ela, Rebecca Crane e Shaun Hastings têm trabalhado em um novo dispositivo, o Animus 2.0. Desmond então vê as memórias de um novo assassino através da nova máquina. Desmond agora vê a historia de um jovem nobre chamado Ezio Auditore da Firenze. O pai de Ezio e seus irmãos, acusados injustamente de trair a cidade de Florença, são executados em praça pública. Ezio também seria executado, porém conseguiu escapar da morte. Ezio então parte junto com sua mãe e sua irmã para a vila dos Auditore em Monteriggioni, onde descobre que seus irmãos e seu pai eram secretamente assassinos. Ezio passa a ajudar seu tio Mario na guerra entre os templários e os assassinos, com o intuito de se vingar dos causadores da morte de sua família. Nome: Assassin's Creed Brotherhood DLC's: Animus Project Update 1.0, Animus Project Update 2.0, Animus Project Update 3.0, The Da Vinci Disappearance, Copernicus Conspiracy Plataformas: PlayStation 3, Xbox 360, Microsoft Windows, Mac OS X, OnLive. Desenvolvedoras: Ubisoft Montreal. Motor: Anvil Engine Modos de jogo: Single-player, Multiplayer. Designers:Patrick Plourde, Stephane Baudet, Patrice Désilets Data de lançamento: 18 de Novembro de 2010 Brotherhood começa imediatamente no momento em que Assassin’s Creed II termina. Após deixar escapar o inimigo, Ezio passa por um período de descanso em Monteriggioni, quando os Borgia o atacam sem o menor aviso. Agora mais velho e mais experiente, Ezio comanda um contra-ataque contra um verdadeiro exército de templários, mas logo se depara com um novo e mortal inimigo, Cesar Borgia, que assassina seu tio Mario bem em sua frente, partindo após deixar Monteriggioni destruída e feridas que demoram a sarar. A nova aventura ruma para seu cenário principal: a gigantesca Roma, com Coliseu e tudo. Nome: Assassin's Creed Revelations DLC's: The Ancestors Character Pack, The Lost Archive, Mediterranean Traveler Map Pack Plataformas: Microsoft Windows, PlayStation 3, Xbox 360, Android, Symbian, OnLive Desenvolvedoras: Ubisoft Montreal. Motor: Anvil Engine Modos de jogo: Single-player, multiplayer, tela dividida Designers: Alexandre Breault Data de lançamento: 2 de Dezembro de 2011 O jogo conta com todos os três personagens principais da série até agora: Altaïr, Ezio e Desmond. O jogo se passa no ano de 1511 d.C., Ezio Auditore da Firenze, já em idade mais avançada, está em busca de segredos escondidos pelo seu lendário antepassado Altaïr em Masyaf, antigo lar dos assassinos. Após ser surpreendido pelos Templários, Ezio viaja até a capital do Império Otomano, Istanbul (Constantinopla), que está dividida em quatro distritos para encontrar misteriosas chaves escondidas pelo explorador Nicolau Polo (pai do também explorador Marco Polo), se estas chaves cairem nas mãos dos Templários, poderão destruir segredos de toda a humanidade. Desmond está vendo essas memorias enquanto fica preso na maquina Animus. Nome: Assassin's Creed III DLC's: The Battle Hardened Pack, Benedict Arnold, The Hidden Secrets Pack, The Tyranny of King Washington, The Tyranny of King Washington: The Betrayal, The Tyranny of King Washington: The Infamy, The Tyranny of King Washington: The Redemption Plataformas: Microsoft Windows, PlayStation 3, Xbox 360, Wii U. Desenvolvedoras: Ubisoft Montreal, Ubisoft Annecy, Ubisoft Singapore. Motor: Anvil-Next Modos de jogo: Single-player, multiplayer. Data de lançamento: 30 de outubro de 2012 Nome: Assassin's Creed III: Liberation DLC's: Mysteries of the Bayou Pack Plataformas: PlayStation Vita, PlayStation 3, Microsoft Windows, Xbox 360 Desenvolvedoras: Ubisoft Montreal, Ubisoft Annecy, Ubisoft Singapore. Motor: Anvil-Next Modos de jogo: Single-player, multiplayer. Data de lançamento: 30 de outubro de 2012 Nome: Assassin's Creed IV: Black Flag DLC's: Aveline, Blackbeard's Wrath, Crusader & Florentine Pack, Freedom Cry, Guild of Rogues Plataformas: PlayStation Vita, PlayStation 3, Microsoft Windows, Xbox 360 Desenvolvedoras: Ubisoft Montreal, Ubisoft Quebec, Ubisoft Kiev, Ubisoft Annecy, Ubisoft Singapore, Ubisoft Montpellier, Ubisoft Sofia, Ubisoft Bucharest Motor: Anvil-Next Modos de jogo: Single-player, multiplayer. Data de lançamento: 29 de Outubro de 2013 Nome: Assassin's Creed Rogue DLC's: The Armor of Sir Gunn's Quest, Commander Pack, Explorer Pack, Master Templar Pack, Officer Pack, Templar Legacy Pack, Templar Pack, The Siege of Fort de Sable Plataformas: PlayStation 3, Microsoft Windows, Xbox 360 Desenvolvedoras: Ubisoft Sofia, Ubisoft Singapore, Ubisoft Montreal, Ubisoft Quebec, Ubisoft Chengdu, Ubisoft Bucharest, Ubisoft Milan Motor: Anvil-Next Modos de jogo: Single-player. Data de lançamento: 11 de Novembro de 2014 Nome: Assassin's Creed Unity DLC: Dead Kings. Plataformas: Microsoft Windows, PlayStation 4, Xbox One Desenvolvedoras: Ubisoft Montreal, Ubisoft Toronto, Ubisoft Singapore, Ubisoft Annecy, Ubisoft Quebec, Ubisoft Shanghai, Ubisoft Chengdu, Ubisoft Kiev, Ubisoft Bucharest, Ubisoft Montpellier Motor: Anvil-Next Modos de jogo: Single-player, multiplayer. Data de lançamento: 11 de Novembro de 2014 Nome: Assassin's Creed Chronicles Plataformas: Microsoft Windows, PlayStation 4, PlayStation Vita, Xbox One Desenvolvedoras: Climax Studios, Ubisoft Montreal Motor: Unreal Engine 3 Modos de jogo: Single-player. Data de lançamento: China - 21 de Abril de 2015 India - 12 de Janeiro de 2016 Russia/Trilogy - 9 de Fevereiro de 2016 Nome: Assassin's Creed Syndicate DLC: Jack the Ripper Plataformas: Microsoft Windows, PlayStation 4, Xbox One Desenvolvedoras: Ubisoft Quebec. Motor: Anvil-Next Modos de jogo: Single-player. Data de lançamento: 23 de Outubro de 2015 Comentem o que vocês acham de AC!
  3. [Quest] O Pior Anime Que Viu

    Este é um topico simples basta postar o nome do anime (imagens por sua conta) e o porque dele ser o pior para você  obs: não se esqueça de marcar como spoiler   School Days   [spoiler] o protagonista era um filho da puta, as personagens também tudo puta, ele é morto e ainda tem a cabeça arrancada[/spoiler]
  4. [Discussão] Josei - Shoujo - Slice of life

    Confira também: Versão anime: Josei/Shoujo/Slice of life Shounen Josei/Shoujo/Slice of life Esporte Seinen Ecchi Manhua Manhwa Mecha Sci-Fi Horror | Terror Romance
  5. Anime Movies Está procurando um filme pra ver, mas não sabe o que quer? Aqui tem recomendações de muitos filmes em vários gêneros para te ajudar. Antes de tudo, usei como critério de recomendação filmes que não são spin-offs(que dependem da série original pra conhecer os personagens ou explicar a história) ou alguma sequel/prequel de uma série ou OVA. O meu objetivo é recomendar filmes que qualquer um possa pegar e ver sem se preocupar com cronologias e etc, com exceção de trilogias/franquias de filmes, que recomendarei por inteira. Mas isso é meu critério apenas para essa recomendação inicial, aos demais, fiquem a vontade pra recomendarem e comentarem quaisquer filmes. Filmes do Satoshi Kon Eu já fiz uma explicação sobre quem é Satoshi Kon aqui: Madhouse. Ele era um diretor brilhante que infelizmente morreu. Como diretor, deixou poucas obras para o mundo, mas são de valores inigualáveis. Abaixo, quatro grandes obras do Diretor: Filmes do Mamoru Hosoda Assim como o Satoshi, falei sobre o Hosoda no tópico da Madhouse. Studio Ghibli Este Título vai ser gigante, então, separei ele por diretores em subtítulos. Hayao Miyazaki O japonês Hayao Miyazaki é um dos mais famosos e respeitados criadores do cinema de animação japonesa, alcançando sucesso e reconhecimento em todo o mundo. Iniciou sua carreira em 1963 trabalhando para a Toei Animation, produzindo seu primeiro longa metragem Watchdog Bow Wow. Produziu um grande número de mangás, animes,e séries de TV até 1983, quando começou a se dedicar exclusivamente aos longas metragens. Graças ao grande sucesso do mangá Nausicaä of the Valley of the Wind, Hayao Miyazaki em parceria com Isao Takahata, funda o seu próprio estúdio de animação, o Estúdio Ghibli, no qual ele viria a produzir as suas mais premiadas e reconhecidas animações. Isao Takahata Isao Takahata (Nascido em 29 de outubro de 1935 em Ise, Mie, Japão) é um diretor, animador, roteirista e produtor que ganhou aclamação da crítica internacional por seu trabalho como diretor de filmes de animação. Takahata é o co-fundador do Studio Ghibli, juntamente com seu parceiro de longo tempo de colaboração, Hayao Miyazaki. Diferentemente da maioria dos diretores de anime, Takahata não desenhava e nunca trabalhou como animador antes de se tornar um diretor de pleno direito. De acordo com Hayao Miyazaki, “música e estudo são os seus hobbies”. Takahata se formou na Universidade de Tóquio no curso de literatura francesa em 1959. Takahata foi influenciado pelo neo-realismo italiano, Jacques Prévert, e filmes de Nova onda francesa durante os anos 1960. Ladrões de Bicicletas tem sido citado como influência especificamente 3000 Leagues in Search of Mother. Essas influências fazem o trabalho de Takahata diferente da maioria de animação, que se concentram na fantasia. Seus filmes, pelo contrário, são realistas com tons expressionistas. As influências expressionistas na obra de Takahata são geralmente marcadas por cenas onde a imaginação de um personagem ganha vida na tela. Seqüências expressionistas contrariam o enredo realista de Takahata e a animação, mas são conscientemente utilizados pelo diretor para a transição do realismo ao mundo irreal de fantasia, aumentando assim ainda mais o personagem. Os filmes do diretor tiveram uma grande influência sobre Hayao Miyazaki, o que levou animador Yasuo Otsuka dizer que Miyazaki tirou o seu sentido de responsabilidade social de Takahata e que sem Takahata, Miyazaki provavelmente apenas estaria interessado em quadrinhos. Tanto que Miyazaki, Takahata e Michel Ocelot são grandes admiradores do trabalho uns dos outros. Ocelot classificou O Túmulo dos Vagalumes e Pom Poko como seus filmes favoritos, enquanto Takahata citou Kirikou and the Sorceres como um exemplo-chave de objetividade usado para um efeito positivo, assim como adaptou e dirigiu a dublagem japonesa de seus filmes. Filmes de outros diretores pela Ghibli Alguns dos filmes citados foram comentados aqui: 20 animações japonesas que todo mundo deveria conhecer ------------ Abaixo agora, segue filmes de estúdios e diretores variados. Separei eles por gêneros principais! Alguns filmes que ficaram se fora foram filmes que ainda não foram lançados ou que não foram legendados. Portanto, ninguém vai ficar procurando algo que não vai achar. Torcemos para que um dia traduzam eles. ^-^ Porém, nem todos os filmes recomendados aqui serão fáceis de encontrar, principalmente legendado em português, os mais antigos mesmo são os mais difíceis de achar. Alguns você encontra inteiro no próprio Youtube, mas a maioria em inglês, mas esses filmes vinham para o Brasil em VHS, algumas pessoas que vivenciaram a década de 80 e 90 provavelmente já viram ou ouviram falar sobre alguns títulos citados. Obs: Diferente dos filmes do Satoshi, Mamoro e do Studio Ghibli, não coloquei sinopse nos animes abaixo, muitos deles não são fáceis de encontrar sinopses traduzidas, entonces, aos interessados basta clicar nos títulos, estão likados para o MAL e lá tem mais detalhes sobre eles. Comédia Drama Romance Nota* Alguns filmes como Kotoha no Niwa, Hotarube no Mori e, Kuma no Mukou, Hal e etc, que são romances também foram colocados na categoria de drama por pesarem mais pra este lado. Ação Terror/Sobrenatural Cyberpunk Steampunk Aventura/Fantasia Sci-Fi Mistério/Suspense/Thriller Franquias Nota* a franquia Biohazard (Resident evil em Full CGI) não foi colocada aqui, o motivo é que seu primeiro filme é na verdade um OVA. Full CGI Links errados? Informações erradas? Por favor me avisem para que eu venha a corrigir.
  6. [Oficial] League of Legends

    Tópico oficial para os jogadores de Lol trocarem experiências, combinarem jogos entre outros.
  7. Sabe aquele momento em que você começa a procurar o que vê na Netflix e fica horas passando a lista de filmes e nada te da vontade? Pois é meu querido, não és o único, isso é bem comum. Com base nisso, crio este tópico para recomendarem e pedirem recomendações dos filmes e séries que estão na Netflix e também pra anunciar as novidades, desde atualizações com novas mídias até anúncios de filmes originais. Fiquem a vontade. ;D E pra começar, três filmes bons em gêneros diferentes: *Imagens likadas para a sinopses no filmow.
  8. Novo evento da música Como seria? A cada semana um user vai postar um álbum aqui. O tópico fica aberto para os outros users comentarem sobre o álbum e avaliar. Tópico para tirar duvidas sobre este evento, melhorias e etc. Agradecimento ao @@Zera por da ideia do evento. Álbuns lançados: [success] Álbum da semana 1: "My Head Is an Animal" - Banda: Of Monsters and Men por Zera Álbum da Semana 2: "All My Demons Greeting Me as a Friend" - Cantora: Aurora Aksnes por Duh Álbum da Semana 3: "Odiosa Natureza Humana" - Banda Matanza por White Álbum da Semana 4: "The Hunter" - Banda: Mastodon por Zinho Álbum da Semana 5: "Luz" - Cantor: Djavan por Harper Álbum da Semana 6: "Melophobia" - Banda: Cage the Elephant por White Álbum da Semana 7: "Holy Diver" - Banda: DIO por Eduardo Álbum da Semana 8: "As quatro estações" - Banda: Legião Urbana por Fixxer Álbum da Semana 9: Walk the moon - Banda Walk the moon por Toush Álbum da Semana 10: Gita - Raul Seixas por Heládio Álbum da Semana 11: In Rainbows - Banda: Radiohead por Lupin Álbum da Semana 12: Absolution - Banda: Muse por Sen Álbum da Semana 13: ...Like Clockwork - Banda: Queens of the Stone Age por musaranho Álbum da Semana 14: Back to Black - Banda: Amy Winehouse por Nallanis Álbum da Semana 15: Julia With Blue Jeans On - Banda: Moonface por white [/success]
  9. [Oficial] Hearthstone - Heroes of Warcraft

    Bom eu não vi nenhum tópico sobre este jogo maravilhoso, e acredito que ele merece ter seu espaço aqui na games. Hearthstone: Heroes of Warcraft é um jogo de cartas e estratégia online desenvolvido pela Blizzard, o jogo toma como base o universo de outro jogo bem conhecido da produtora que é o WoW, mas também contendo cartas e heróis inspirados em outros segmentos da empresa. Hearthstone é gratuito, mas você pode investir dinheiro no jogo para adquirir sem muito esforço mais packs e alas das aventuras. É um jogo extremamente divertido e inteligente onde os jogadores vão ganhando cartas e formulando decks com diversas estratégias, existem 9 classes com heróis e cartas especificas + uma sessão com cartas neutras (que todos os noves heróis podem usar para compor seus decks), as cartas podem ser comum, rara, épica e lendária. HS tem diversos modos de jogo: O rankeado: onde o jogador tenta pegar o rank lendário competindo com outros jogadores online. O casual: onde vitórias e derrotas não te fazem subir ou descer de rank. *O casual e o rankeado são divididos em modo padrão e livre. A arena: aqui o jogador forma um deck com cartas aleatórias e tenta durar o máximo possivel contra outros jogadores. As aventuras: onde você compra as alas para enfrentar chefes especiais e desbloquear cartas limitadas. A taverna: toda semana, as quartas, abre um novo desafio para os jogadores, só na taverna existem diversas formas de jogar hearthstone. Você ainda tem o visualizador de coleções, e pode jogar com amigos, enfim, é um jogo muito bom e que atualmente faz bastante sucesso. Para o pessoal que joga aqui temos o espaço para discutir, mostrar as cagadas e afins.
  10. O site oficial da Toei Animation Japão anunciou oficialmente uma nova série animada de Dragon Ball! Seu nome será DRAGON BALL SUPER (ド ラ ゴ ン ボ ー ル 超 com o kanji "Super" Super Saiyajin)! De acordo com o comunicado de imprensa do estúdio Toei Animation, a nova série de TV de Dragon Ball será uma história totalmente nova criada pelo próprio Akira Toriyama, criador de Dragon Ball. Também a Toei menciona que: "DRAGON BALL SUPER promete recorrer a seu passado histórico para criar um novo e corajoso universo acolhedor para os velhos fãs e cativante para a nova geração de telespectadores." Dragon Ball Super: História A história do Dragon Ball Super tem lugar após a saga Majin Boo. Nós não sabemos mais nada, mas tudo será revelado na próxima edição da Jump. Akira Toriyama, no entanto, anunciou oficialmente que o novo inimigo será mais poderoso do que o Freeza e Majin Boo! Obviamente, esta série não terá nada a ver com Dragon Ball GT, que é arquivado. Dragon Ball Super: Data de Lançamento Dragon Ball Super vai ao ar todos os domingos das 09:00hs às 09:30hs da manhã no canal Fuji TV no Japão, a partir de julho de 2015, para substituir Dragon Ball Kai. Dragon Ball Super: Equipe de Produção História original: Akira Toriyama Diretor da série: Kimitoshi Chioka Produção de Animação: Toei Animation
  11. [Discussão] Esporte

    Confira também: Shounen Josei/Shoujo/Slice of life Seinen Ecchi Manhua Manhwa Mecha Sci-Fi Horror | Terror Romance
  12. [Discussão] Romance

    Confira também: Shounen Josei/Shoujo/Slice of life Esporte Seinen Ecchi Manhua Manhwa Mecha Sci-Fi Horror | Terror
  13. Vocaloid & Utau

        Tópico dedicado a discussão de VOCALOID, Utau e afins. Antes de tudo, vou dar uma introdução bem resumida.   O que é VOCALOID? É um programa musical de síntese de voz, ou seja, é um programa que pode-se criar músicas com vocais computadorizados substituindo o vocal humano. O programa foi desenvolvido pela YAMAHA em 2003, começou a ser vendido em 2004 e atualmente está na terceira versão, VOCALOID3.   Como o VOCALOID funciona? O VOCALOID funciona editando samples (gravações) de pessoas reais numa interface que lembra um piano. Os samples se encontram nos voicebanks (bancos de voz) permitindo o usuário variar o tipo de voz e idioma em suas músicas. Atualmente, existem voicebanks em inglês e japonês para as duas primeiras versões do programa e ainda coreano, espanhol e chinês adicionados na terceira versão.   Quem é Hatsune Miku? Hatsune Miku é o voicebank japonês que tornou o programa popular no Japão e no mundo. Devido a seu avatar estilo mangá e sua descrição como virtual idol ela se tornou rapidamente popular no site de compartilhamento de vídeos Nico Nico Douga. O sucesso de Miku permitiu a criação de todo um fandom (comunidade de fãs) em torno do programa. Hatsune Miku foi lançada em 2007 para VOCALOID2 pela Crypton Future Midia.   O que é Utau? Utau é um programa gratuito similar ao VOCALOID feito por fãs do mesmo. O programa tem como principal diferencial a diminuição do número de samples, permitindo o usuário criar seu próprio voicebank no idioma que preferir. Apesar de em teoria ser um programa menos poderoso e de menor qualidade, o Utau possui milhares de voicebanks criados por seu fandom em diversos idiomas.   Alguns termos populares (fora os já falados): Producers (exemplo-P): Nome dado aos usuários de VOCALOID e Utau. Costuma ser o nome de usuário dos mesmos no Nico Nico Douga. Alguns usavam -P no nome para indicar que eram producers.   NND: Sigla do Nico Nico Douga. MMD: Sigla do Miku Miku Dance, programa de edição de vídeos em 3D criado pelo fandom. Engloid: Voicebank inglês. Utaloid: Voicebank pra UTAU   Utatte mita (tentei cantar): Cantores do Nico Nico Douga, geralmente amadores, que fazem covers de música feitas com o VOCALOID. Exemplo de um famoso é o Nano, que fez músicas para o anime Phi Brain e BTOOOM!   Alguns links úteis: http://www.vocaloidbrasil.com -Site especializado no assunto em português, a eterna Vocaloid Brasil http://vocadb.net - Vocaloid Database, maior banco de dados fora do Japão. http://vocaloid.wikia.com/wiki/Vocaloid_Wiki - Vocaloid Wiki, com diversas informações em inglês. http://utau.wikia.com/wiki/UTAU_wiki - Utau Wiki, tem a maior lista de Utaus e outras coisinhas. http://www.nicovideo.jp - O grande Nico Nico Douga. Precisa de registro para ver o vídeos.   Vídeo com uma comparação de voicebanks. [media]https://www.youtube.com/watch?v=r_Qoyc1z4Bw&src_v[/media]     ***Créditos à minha amiga e waifu Jéssica pela descrição. (Ps: Ela me odeia e não sabe que é minha waifu, então torço pra que ela nunca veja isso... e você pare de ler letras pequenas)
  14. [Discussão] Science fiction - Anime

    Veja também: Versão mangá: Sci-fi - Seinen - Shounen - Ecchi - Harem - Artes Marciais - Mahou Shoujo - Militar - Josei/Shoujo/Slice of life - Esportes
  15. [Discussão] Manhwa (mangá coreano)

    Confira também: Shounen Josei/Shoujo/Slice of life Esporte Seinen Ecchi Manhua Mecha Sci-Fi Horror | Terror Romance
  16. [Discussão] Josei/Shoujo/Slice of life - Anime

    Versão mangá: Josei/Shoujo/Slice of life Veja também: - Seinen - Shounen - Ecchi - Harem - Artes Marciais - Mahou Shoujo - Militar
  17. [Discussão] Ecchi ( ͡° ͜ʖ ͡°)

    Confira também: Versão anime: Ecchi Shounen Josei/Shoujo/Slice of life Esporte Seinen Manhua Manhwa Mecha Sci-Fi Horror | Terror Romance
  18. [Discussão] Machismo nos games

    Bom, achei interessante esse tema então gostaria de saber de vcs o que acham disso de "machismo" no mundo dos games se existe ou é só imaginação das pessoas Sendo uma mulher (acho, é o q disse mamai) e jogadora desde os 5/6 anos quando meu papai me deu meu primeiro console, um Gameboy advance, sempre estive nesse mundo de jogos então posso dizer dessa coisa de "machismo" e "opressão" que sofri jogando e tals. Nunca sofri nada dessa "sociedade opressora", não conseguia amizades de outras meninas pq eu adorava jogos e elas só queriam saber de Justin Bieber e Restart, então tive mais facilidade de achar amigos homens pois já tínhamos um ponto em comum e parece que os homens "opressores" gostaram da ideia de mulher jogar, ao contrario das meninas, acho que nessa época elas que eram machistas e não os homens, irônico né? Até aos 13 anos não ligava para essa coisa de machismo/feminismo pq nunca tive nenhum problema com o machismo... E até hoje não tive, mas teve depois disso, conheci o feminismo, que basicamente destruiu o meu mundo kawaii desu, ele me fez ver preconceito onde não tinha, mas ainda bem que depois de 3 anos finalmente me livrei desse mal, sou a universal -q Talvez até exista esse machismo, mas sinceramente, quando vou jogar eu não falo para os outros "sou mulher me deem atenção pf" afinal, ngm ta nem ae se vc é mulher, homem ou transformers quando se está jogando. Agora vamos falar dos jogos propriamente ditos, vou dar um exemplo da Laura do Street Fighter V, ela é uma personagem brasileira nova e varias pessoas reclamaram do " pq é uma mulher e brasileira ela tem que mostrar o corpo desse jeito??" e coisas do tipo, mas poucos lembram do Zangief que ta quase nu e é russo e do Blanka que é brasileiro também, bom, falei o que eu achava, agora quero saber o que vocês acham.
  19. [Tópico Oficial] Páginas Épicas

    Os mangas tem momentos e paginas épicas, usem este tópico para colocar as melhores. One Piece Bleach
  20. [Tópico Oficial] AMVs

    Postem os melhores amvs sobre animes.
  21. [Discussão] Manhua (mangá chinês)

    Confira também: Shounen Josei/Shoujo/Slice of life Esporte Seinen Ecchi Manhwa Mecha Sci-Fi Horror | Terror Romance
  22. Teoria Road Poneglyph

    - O que são? Como vimos no capitulo 818 existe um total de 4 Road Poneglyph e diferente dos "normais" estes 4 quando juntos indicam a localização/mapa até Raftel. - Qual a sua origem? - Onde se encontram actualmente? Para alem do localizado em zou sabemos que pelo menos outros dois pertencem aos yonko Big Mom e Kaido. Agora a pergunta que fica é onde se encontra o 4º Road Poneglyph? Será que está na posse de Shanks ou Marco a Fénix? Poderá estar no Reino de Elbaf? Qual a vossa opinião? Postem teorias sobre a localização dele ou pistas que encontrem espalhadas pelo manga. quem sabe o Oda não fez já referencias a eles.
  23. [Oficial] O Mundo das Animações

    O intuito deste tópico é diferente do tópico sobre estúdios de animações que os convido a conhecer: Disney, Pixar, Dreamworks e outros estúdios de animação Aqui recomendarei longas animados fora da Disney e Dreamworks e também não recomendarei longas animados asiáticos, pois já o faço neste outro tópico que também os convido a conhecer: Anime Movies O Menino e o Mundo (2013) Sofrendo com a falta do pai, um menino deixa sua aldeia e descobre um mundo fantástico dominado por máquinas-bichos e estranhos seres. Uma inusitada animação com várias técnicas artísticas que retrata as questões do mundo moderno através do olhar de uma criança. É um filme de animação brasileiro de 2013, dirigido por Alê Abreu. O filme já foi vendido para mais de 80 países e um dos cinco indicados ao Oscar de melhor filme de animação na edição do Oscar 2016 (Pois estreou nos cinemas dos Estados Unidos em 2015). A produção de O Menino e o Mundo começou em agosto de 2010. O longa nasceu de um documentário animado que se chamaria Canto Latino. Sobre a construção do longa o diretor do filme Alê Abreu disse: "Costumo dizer que O Menino e o Mundo nasceu dentro de um outro filme. Na época eu trabalhava no desenvolvimento de um anima-doc (documentário com animação) chamado "Canto Latino", que lançava um olhar sobre a formação social, política e econômica da América Latina, do quanto nossos países têm uma história tão comum e de que forma ela chega na globalização dos dias de hoje". O filme teve um apoio de 750 mil reais do fundo para o cinema do BNDES. Abreu buscou diversas técnicas para criar o universo de fantasia em que se passa a história. A criação dos cenários e dos personagens foi feita com lápis de cor, giz de cera, colagem e pinturas. Os diálogos foram gravados em português, porém as gravações foram invertidas, de forma a tornar as falas incompreensíveis. Os sons e os ruídos foram criados especialmente para o filme. Sons como dos animais, ventos, máquinas e personagens que geralmente são sons gravados no mundo real para depois serem editados e inseridos em um filme foram inteiramente recriados afim de criar uma linguagem que representasse a percepção do Menino. Quando ouvimos o caminhão ou uma cigarra não se trata de um caminhão ou uma cigarra de verdade e sim de sons totalmente criados de forma a transmitir como este Menino perceberia o mundo ao seu redor. Os únicos sons que fogem desta regra são os trovões e a água da cena do dilúvio. O Menino e o Mundo teve baixa bilheteria nos cinemas brasileiros, sendo assistido por 3.891 telespectadores em seus dois primeiros dias de estreia. Ao todo o filme foi assistido por 35 mil pessoas nos cinemas. No entanto, o filme foi bem na França. Lançado em 2014, levou mais de 100 mil espectadores aos cinemas franceses. O longa conquistou o Prêmio Cristal de melhor longa-metragem no 38º Festival de cinema de animação de Annecy, na França, considerado o maior prêmio da animação mundial. Foi o segundo ano consecutivo que um filme brasileiro recebeu a premiação máxima do festival, vencido em 2013 por Luiz Bolognesi com Uma História de Amor e Fúria. A animação de Alê Abreu ganhou também o Prêmio do Público em Annecy. O Menino e o Mundo também venceu o Grande Prêmio da Monstra - Festival de Cinema de Animação de Lisboa e diversos outros festivais de cinema e animação pelo mundo. Ao todo, foram 34 prêmios. Também foi indicado nas categorias de melhor animação independente, melhor direção de arte e melhor música na 43ª edição da Annie Awards, nos Estados Unidos. Em 14 de janeiro de 2016, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas indicou o filme para a disputa do Oscar 2016 na categoria melhor animação. O filme teve aclamação nacional e internacional. Daniel Schenker do Globo afirmou: "Na contramão do exibicionismo tecnológico, Alê Abreu apresenta uma animação artesanal, dotada de poucas (e ininteligíveis) falas, que aposta na sensibilidade do espectador. O diretor (responsável ainda pelo roteiro e pela montagem) conta a história de um menino que sai pelo mundo em busca do pai em jornada que o leva a se deparar com realidades bem diferentes da sua. Criado em ambiente bucólico, em cotidiano marcado pelo ritmo contemplativo do campo, ele é confrontado com a velocidade desenfreada, a poluição visual, o consumo exagerado e os engarrafamentos do meio urbano." Segundo Bruno Carmelo do AdoroCinema, "O menino e o mundo também impressiona pela mistura de técnicas, incluindo colagens, carros feitos por computador (representando a desigualdade social) e mesmo imagens em estilo documentário, de árvores sendo cortadas em florestas. Junto da trilha sonora de cunho social, composta pelo rapper Emicida, e produzida por Renan Samam, fica evidente a notável ambição deste filme de entreter ao mesmo tempo em que estabelece uma mensagem muito clara sobre a sociedade atual. Talvez as crianças não consigam entender todas as referências históricas, mas nem precisa: a simples sensibilização às desigualdades como mensagem central já é um tema raro e precioso em meio a tantas produções que preferem martelar na cabeça dos pequenos os mesmos valores de amor familiar". Deixo abaixo o a música tema de O Menino e o Mundo cantada por Emicida: Uma História de Amor e Fúria (2012) Retrata o amor entre um herói imortal e Janaína, a mulher por quem é apaixonado há 600 anos. Como pano de fundo do romance, o longa ressalta quatro fases da história do Brasil: a colonização, a escravidão, o Regime Militar e o futuro, em 2096, quando haverá guerra pela água. É um filme de animação brasileira, do gênero ficção científica, escrito e dirigido por Luiz Bolognesi. O filme é produzido pela Gullane e Buriti Filmes, com a coprodução da Lightstar Studios. Uma História de Amor e Fúria venceu o principal prêmio do Annecy International Animated Film Festival, na França, tornando-se a primeira animação brasileira a ser selecionada para essa competição. Em 2001, quando o roteirista e diretor Luiz Bolognesi estava envolvido na produção do filme Bicho de Sete Cabeças, se perguntou no que queria fazer logo após terminar o trabalho. E o que mais queria produzir era um longa de animação. "Eu tenho duas paixões, que são quadrinhos e a história do Brasil. Então resolvi fazer um filme que misturasse essas duas coisas", afirmou Bolognesi. Inicialmente o filme se chamaria Lutas e, posteriormente, teve o título alterado para Rio 2096, e logo depois finalmente foi anunciado que seria Uma História de Amor e Fúria. Além de traço e linguagem de HQ, o filme também teve inspiração de desenhos japoneses e outros sul-coreanos, numa tradição que vem de anime. Luis Bolognesi não queria fazer uma animação toda feita no computador, então resolveu fazer o filme usando a técnica clássica de animação, de lápis sobre o papel. Bolognesi fez uma longa pesquisa com profissionais das áreas de história e antropologia para definir quais períodos da história do Brasil seriam mencionados no filme. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- O Gigante de Ferro (1999) Em plenos anos 50, vive no Maine o jovem Hogarth. Quando ele repentinamente encontra um gigantesco robô de origem desconhecida, logo um forte laço de amizade se forma entre os dois. Porém, assim que a existência do robô é revelada, um agente do governo logo parte em seu encalço, no intuito de destruí-lo. As fases de desenvolvimento começaram em 1994, apesar do projeto finalmente começar a progredir quando Bird assumiu a direção, contratando Tom McCanlies para escrever o roteiro em 1996. O roteiro foi aprovado por Hughes, e a produção enfrentou uma série de dificuldades (com Bird até pedindo a ajuda de estudantes da CalArts). Após seu lançamento no verão de 1999, The Iron Giant foi aclamado pela crítica. Foi indicado a vários prêmios, mais notavelmente o Prêmio Hugo de Melhor Apresentação Dramática e o Nebula Award. La Tortue Rouge (2016) Homem sobrevive a um naufrágio e se vê em uma ilha completamente deserta. Ele consegue se manter, através da pesca, e tenta construir uma jangada que lhe permita deixar o local. Só que, sempre que ele parte com a embarcação, ela é destruída por um ser misterioso. Logo, descobre que a causa é uma imensa tartaruga vermelha, com quem manterá uma relação inusitada. La Tortue rouge (The Red Turtle ou A Tartaruga Vermelha) é um filme de animação franco-belga-japonês realizado e escrito por Michaël Dudok de Wit e Pascale Ferran e produzido pelos estúdios Wild Bunch, Why Not Productions e Studio Ghibli. Vincent Maraval, chefe da Wild Bunch, visitou o Studio Ghibli no Japão em 2008 e se reuniu com Hayao Miyazaki. Mostrou para Miyazaki a curta-metragem Father and Daughter (vencedor do Óscar de melhor curta-metragem de animação de 2001) e pediu-lhe que se encontrasse com o realizador Michaël Dudok de Wit, na perspetiva de coproduzir uma longa-metragem. Wild Bunch reuniu-se com Dudok de Wit em Londres e o convenceu a levar a cabo o projeto. O argumento foi escrito por Dudok de Wit e Pascale Ferran. O filme estreou no dia 18 de maio no Festival de Cinema de Cannes de 2016, onde competiu na seção Un Certain Regard. O Cavaleiro das Arábias (1993) "The Thief and the Cobbler" é um épico de animação. O filme foi concebido pelo animador canadense Richard Williams, que trabalhou 26 anos no projeto. Iniciando a produção em 1964, Williams considerava "The Thief and the Cobbler" a sua obra-prima e um marco na arte da animação. O filme ganhou notoriedade pela qualidade da animação e pela longa e conturbada história. A produção se estendeu por duas décadas em função de várias pausas, principalmente pelo fato de ser independente e muito do financiamento ter sido por conta do próprio Williams. Impulsionado por seu sucesso como diretor de animação em "Uma Cilada para Roger Rabbit". Williams, em seguida, assinou um acordo em 1990 para que a Warner Bros financiasse e distribuísse o filme. Este negócio acabou quando Williams não conseguiu terminar o filme a tempo. Assim a Warner Bros tirou o projeto de Williams, a The Completion Bond Company assumiu o controle do filme e ele foi finalizado pelo produtor Fred Calvert sem Williams. Por estar em produção de 1964 à 1993, um total de 29 anos, superou o recorde Guinness de 20 anos por Tiefland (1954). O Fantástico Sr. Raposo (2009) O Sr. Raposo e sua família vivem embaixo de uma árvore onde dividem o espaço com seus amigos Badger, Rabbit, Weasel e todas as suas famílias. Para alimentar a família e os seus amigos, o Sr. Raposo toda noite rouba os fazendeiros da redondeza. Cansados disso, os três fazendeiros resolvem dar um fim no Sr. Raposo e na sua turma. É um filme de animação em stop motion de 2009, baseado em um livro infantil de Roald Dahl, direção por nada mais e nada menos do que o fabuloso Wes Anderson. O loga foi produzido pela Regency Enterprises e Indian Paintbrush, e distribuído pela 20th Century Fox. Snoopy & Charlie Brown (2015) Snoopy, o beagle mais amado do mundo – e claro, piloto – embarca em sua maior missão até hoje, quando ele alcança o céu atrás de seu arqui-inimigo, o Barão Vermelho, enquanto seu melhor amigo, Charlie Brown, inicia a sua própria missão épica. É um filme de animação digital de aventura e comédia produzido pelo estúdio Blue Sky Studios e distribuído pela 20th Century Fox, baseado na tira de banda desenhada (ou tirinha) Peanuts de Charles M. Schulz. O filme foi realizado por Steve Martino e escrito por Craig Schulz, Bryan Schulz e Cornelius Uliano e contou com a participação de Bill Meléndez (por meio de gravações arquivadas) e Noah Schnapp na dobragem. Este é o quinto filme de longa-metragem a ser baseado na tirinha e o primeiro filme baseado nos personagens, desde o último feito há 35 anos atrás. O filme comemora o 65.º aniversário da banda desenhada e estrela Charlie Brown em uma jornada épica O Congresso Futurista (2013) Uma atriz desempregada, lidando com o passar do tempo, aceita um último trabalho – entretanto, as consequências de sua decisão irão afetá-la de uma maneira que ela não previu. É um filme em live-action de animação de drama e ficção científica franco-israelense, escrito e realizado por Ari Folman. O filme estreou no Festival de Cannes em 15 de maio de 2013. Em Portugal o filme foi lançado em 13 de março de 2014 e no Brasil em 27 de março de 2014. O filme é uma coprodução internacional feita entre os países França, Israel, Alemanha, Bélgica, Luxemburgo e Polónia, a animação foi criada por Bridgit Folman Films Gang, em Israel, supervisionada por seis estúdios de animação mundiais ("Studio 352" em Luxemburgo, "Walking the dog" na Bélgica, "Bitteschoen" em Berlim, "Studio Rakete" em Hamburgo, "Studio Orange" na Polónia e "Snipple" nas Filipinas). Tal como foi feito no filme A Valsa com Bashir, Folman trabalhou com David Polonsky como realizador artístico e Yoni Goodman como realizador da animação. As principais filmagens do live-action foram feitas nos Estados Unidos e na Alemanha entre fevereiro até março de 2011. Folman começou a trabalhar no filme em 2008, com o financiamento adicional do banco francês Coficine-Natixis, em 2011. O filme foi concluído e lançado em 2013. Segundo o realizador Ari Folman, alguns elementos do filme foram inspirados pelo romance de ficção científica Kongres futurologiczny de Stanisław Lem, de forma semelhante com a personagem Ijon Tichy, onde a atriz é dividida entre estados mentais reais e estados ilusórios irreais. Em uma entrevista realizada sobre o filme, Folman disse, "Certamente não há nada baseado em Lem, na primeira parte do filme. A segunda parte é definitivamente diferente, mas eu utilizei a obra Kongres futurologiczny de Lem, mais como um fonte de inspiração, em vez da base do guião." Mais tarde, no site oficial do filme, em uma entrevista, Folman disse que teve a ideia de colocar a obra de Lem para o cinema, quando estava na faculdade de cinema. Ele descreveu como ele reconsiderou a alegoria de Lem, como uma ditadura comunista em um cenário mais atual, ou seja, a ditadura na indústria do entretenimento e expressou sua crença do qual que ele preservou o espírito do livro, apesar de ter ido muito longe dela. Nota* Este e "Allegro non troppo" serão os únicos filmes live-action/animação que citarei, porque alem dele ter seus poucos momentos em LA, sendo o começo e o final, suas animações são incríveis. Anastasia (1997) Baseado em uma história verdadeira e trazido às telas com uma fantástica animação e com as vozes de Meg Ryan, John Cusack, Kelsey Grammer, Hank Azaria, Christopher Lloyd e Angela Lansbury, Anastasia é um épico em ação de tirar o fôlego e uma trama cheia de intrigas que certamente cativará toda a família. Uma encantadora mistura de aventura, romance, comédia e musical, este aclamado espetáculo da animação conta a história de uma princesa russa perdida, Anastasia, e de sua inacreditável luta para descobrir sua verdadeira identidade. Quando a sombra da revolução atinge a Rússia, Anastasia, a filha mais jovem da família real, consegue escapar com vida. Anos mais tarde, ela encontra o belo, charmoso e confiável Dimitri. Mas, ao partirem para Paris em busca do legado de direito de Anastasia, eles têm que enfrentar uma incrível batalha contra o malvado monge Rasputin e seu ajudante inseparável, Bartok, o morcego. Faça parte dessa aventura mágica e embarque em uma busca inesquecível para solucionar o maior mistério do Século XX. É um filme norte americano de animação musical, do gênero aventura e drama, produzido e dirigido por Don Bluth e Gary Goldman. Foi o primeiro filme a ser lançado pela Fox Animation Studios. O filme apresenta as vozes de Meg Ryan, John Cusack, Kelsey Grammer, Christopher Lloyd, Hank Azaria, Bernadette Peters, e Angela Lansbury, baseado na lenda urbana de que a princesa Anastásia Romanova teria escapado ao assassinato de sua família. Anastasia estreou nos Estados Unidos no dia 21 de novembro de 1997 e, apesar das objeções de alguns historiadores, teve uma recepção positiva de muitos críticos. Além disso, embora o orçamento do filme tenha sido composto por apenas 53 milhões de dólares, ele arrecadou $139.804.348 em uma escala global, tornando Anastasia um sucesso de bilheteria. Por último, mas não menos importante, Anastasia também recebeu indicações para vários prêmios, incluindo, a dois cobiçados Oscars de Melhor Canção Original (pela música "De Volta ao Passado") e Melhor Musical. Valsa com Bashir (2008) Numa noite num bar, um homem conta ao velho amigo Ari sobre um pesadelo recorrente no qual é perseguido por 26 cães alucinados. Toda noite é o mesmo número de bestas. Ambos concluem que o pesadelo tem a ver com a missão deles no exército israelense contra o Líbano, décadas atrás. Ari, no entanto, fica surpreso ao perceber que não consegue mais se lembrar de nada sobre aquele período da sua vida. Intrigado com o enigma, Ari decide se encontrar e entrevistar velhos camaradas pelo mundo. Ele tem necessidade de descobrir toda a verdade sobre aquele tempo e sobre si mesmo. E quanto mais ele se aprofunda no mistério, mais suas lembranças se tornam aterrorizantes e surreais. É um filme israelita de 2008 escrito e dirigido por Ari Folman. No formato de documentário animado, o filme retrata as tentativas de Folman, um veterano da Guerra do Líbano de 1982, de recuperar as suas memórias perdidas dos eventos que marcaram o massacre de Sabra e Shatila. O filme foi lançado a 13 de maio de 2008 durante o Festival de Cannes e foi uma das cinco indicadas ao Óscar de melhor filme estrangeiro, além de ter sido escolhido como Melhor Filme do Ano, pela Sociedade Nacional dos Críticos dos Estados Unidos. O filme retrata de forma sensível o envolvimento do Estado de Israel no massacre, resgatando a participação dos pequenos soldados que lutaram nesta guerra. O trauma gerado pelo massacre ainda é presente no imaginário israelita, e num determinado momento do filme é possível perceber a comparação com os campos de concentração que dizimaram um número enorme de judeus, ciganos e homossexuais. Yellow Submarine (1968) Era uma vez… ou quem sabe duas, existia um distante paraíso chamado Pepperland – um lugar onde a felicidade e a música reinavam totalmente. Mas tudo isso ficou ameaçado quando os terríveis Blue Meanies declararam guerra e enviaram um exército liderado pela ameaçadora Luva Voadora, para destruir tudo o que era bom. Mas John, Paul, George e Ringo apareceram para salvar o dia! Armados com pouco mais do que bom humor, canções e, é claro, seu Submarino Amarelo, o Quarteto Fabuloso enfrenta a fúria dos mares num esforço de derrotar as forças malignas. É um filme animado musical lançado em 1968, baseado em várias canções do grupo de rock ingês The Beatles. O álbum com a trilha sonora foi lançada 6 meses após o filme. E continha somente algumas músicas presentes no filme e mais as composições de George Martin (produtor musical da banda). Em 1999, o desenho animado foi reeditado digitalmente e foi lançado o álbum Yellow Submarine Songtrack desta vez com todas as músicas dos Beatles presentes no filme sem as músicas de George Martin. Uma Viagem ao Mundo das Fábulas (2009) Em um mosteiro, o mais fantástico dos livros precisa ser concluído e mostrado ao mundo. Esta misteriosa tarefa é dada a Brendan, um menino de apenas 12 anos. Para completar o lendário livro de Kells, ele conta com os ensinamentos do mestre Aidan e com a ajuda de Aisling, uma misteriosa menina-lobo. E ainda desobedece ao seu amado tio, o Abade Cellach, se perdendo na floresta encantada onde a força de uma serpente diabólica protege o incrível olho de cristal. Mas este é apenas o começo da jornada para Brendan se tornar o mais especial dos escribas. É uma filme de 2009 franco-belga-irlandês de fantasia animada por Cartoon Saloon que estreou em 8 de Fevereiro de 2009, no 59º Festival Internacional de Berlim. Ele foi indicado ao Oscar de Melhor Filme de Animação em 2010. O filme é baseado na história original do Livro de Kells , um manuscrito iluminado de um livro gospel em latim, que contém os quatro Evangelhos do Novo Testamento localizados em Dublin, Irlanda. Ele também se baseia em mitologia celta, exemplos incluem a inclusão de Crom Cruach, uma divindade pré-cristã Irish e a referência para o gênero poético de Aislings, em que um poeta é confrontado por um sonho ou visão de um vidente, na nomenclatura do duende da floresta encontrado por Brendan. Mais amplas semelhanças mitológicas também foram comentadas, como o paralelo entre as batalha metafísica de Brendan com Crom Cruach e Beowulf 's no encontro subaquático com a mãe de Grendel. The Secret of Kells começou a ser desenvolvido em 1999, quando Tomm Moore e vários de seus amigos estavam inspirado por Richard Williams 'O Cavaleiro das Arábias, Mulan da Disney e as obras de Hayao Miyazaki, em quem basearam o seu estilo visual na respectiva arte tradicional. Eles decidiram fazer algo semelhante aos filmes do Studio Ghibli, mas com arte irlandesa. Música e Fantasia (1976) Allegro non troppo Trata-se de uma sátira italiana da animação Fantasia, realizada por Walt Disney em 1940. Bruno Bozzetto utiliza os mesmos recursos de Disney, animando peças musicais clássicas e ainda acrescentando uma mordaz crítica social em cada quadro. Em Bolero, de Ravel, nos mostra que a partir de um resto de Coca-cola abandonado por uma nave espacial se desenvolve toda a evolução das espécies e, de maneira crítica e irônica, o aparecimento do homem. Já durante Pássaro de Fogo, de Stravinsky, o diretor satiriza a gênese bíblica de forma a identificar o "castigo divino" com a moderna sociedade consumista. As peças clássicas são apresentadas através de animações coloridas, em estilos que vão da comédia até a tragédia mais profunda. No início do filme, entre as animações, há sequências filmadas em preto e branco, que mostram atores fantasiando como seria o ambiente de produção dos desenhos, com o animador, a orquestra, o regente e o produtor, em cenas humorísticas ou farsescas. Algumas dessas sequências misturam atores e animações. O Profeta (2014) Inspirado no clássico livro de Kahlil Gibran, O Profeta é um filme de animação, com "capítulos" de diretores de animação de todo o mundo. É um filme de animação de 2014 adaptado do livro The Prophet de Kahlil Gibran. O filme foi produzido por Salma Hayek, que também realizou um trabalho de voz. A produção consisti de diretores diferentes para cada parte do filme, com o diretor de Animação Roger Allers nas supervisão e creditado como roteirista. Diretores do segmento incluem Paul e Gaëtan Brizzi, Joan C. Gratz, Mohammed Saeed Harib, Tomm Moore, Nina Paley, Bill Plympton, Joann Sfar e Michal Socha. O filme teve uma pré-exibição no Festival de Cannes de 2014 e sua primeira estréia mundial no Toronto International Film Festival 2014 . A Canção do Oceano (2014) A história da viagem de volta da última criança das selkies, mulheres que se transformam em focas. Depois do desaparecimento de sua mãe, Ben e Saoirse são enviados para viver com a avó na cidade. Quando eles resolvem voltar para a sua casa à beira-mar, a viagem torna-se uma corrida contra o tempo, quando eles são atraídos para um mundo que conhecem apenas nos contos populares de sua mãe. Mas isso não é uma história de ninar, essas pessoas estão em nosso mundo por muito tempo. Logo fica claro para Ben que Saoirse é a chave para a sua sobrevivência. É um filme em animação irlandês de 2014 produzido pela Cartoon Saloon e dirigido por... Quem? Quem??? De novo ele, Tomm Moore. A obra é uma animação tradicional e foi lançado no Festival Internacional de Cinema de Toronto no dia 6 de setembro. O filme foi indicado ao Oscar de melhor animação em 2015. Heavy Metal: Universo em Fantasia (1981) O Loc-Nar é uma esfera fluorescente viva, inteligente e extremamente perversa. Ele aterroriza uma menina ao mesmo tempo em que conta a história de sua influência maligna ao longo do tempo e espaço em diversos mundos onde já esteve. É um filme de animação canadense, lançado em 1981. O filme é uma antologia de várias histórias de fantasia e ficção científica adaptadas da revista Heavy Metal e também histórias originais. Como a revista, a animação tem uma grande dose de violência gráfica, nudez e sexualidade. A trilha sonora possui canções de artistas tais como Black Sabbath, Blue Öyster Cult, Cheap Trick, Devo, Grand Funk Railroad, Journey, Sammy Hagar, Stevie Nicks, entre outros. Nocturna - A noite mágica (2007) Tim é um menino órfão que morre de medo do escuro e odeia a noite. As estrelas são o único consolo que encontra na escuridão noturna. Até que um dia as estrelas começam a subitamente se apagarem, ameaçando deixar a noite na mais profunda penumbra. Tim, então, inicia uma fantástica aventura em Nocturna, um mundo paralelo que surge cada noite ao adormecemos. Aqui descobrirá todas as criaturas da noite e com elas fará uma fabulosa viagem para tentar salvar a sua estrela mais querida: Adhara. Nocturna é uma animação franco-espanhol de fantasia dirigido por Adrià García e Víctor Maldonado. O filme foi produzido em 2007 pela Filmax Animation. Chico & Rita (2010) É uma animação britânico-espanhola para adultos que se passa em 1948 e conta a história de um jovem pianista cubano chamado Chico e uma bela cantora com uma voz extraordinária, chamada Rita. Um romance ardente e um desejo musical os une, mas sua jornada – na tradição da balada latina, o bolero – traz dor e tormento. De Havana para Nova York, Paris, Hollywood e Las Vegas, duas pessoas apaixonadas batalham contra as impossíveis probabilidades de se unir na música e no amor. A ideia era criar um filme inspirado nos clipes de La Negra Tomasa, do músico cubano Compay Segundo. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Filmes que você Provavelmente já conhece ou ouviu falar. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- O Grande Ralph Bakshi É um animador americano. Ele é bem conhecido por ter feito a primeira adaptação do livro O Senhor dos Anéis como desenho animado, muitos anos antes do filme famoso, bem como Cool World (conhecido no Brasil como "O mundo proibido"), filme que mistura personagens animados e atores reais. Em 1972 realizou a animação para adultos chamada Fritz the Cat (baseada no personagem de Robert Crumb) e criou novas séries de TV para Supermouse. Em 1967 a "Paramount Cartoon Studios" o chamou para produzir e dirigir filmes de longa metragens como "Marvin Digs", "Mini Squirts", "Super Basher and Bop", "Fiendish Five". Dali foi para "Fritz, the Cat", que foi escrito e dirigido por ele em 1971. A partir daí Bakshi dirigiu vários longa-metragens como "Heavy Traffic" (1973), "Street Fight" (1975) e "Wizards" (1977). Em 1978 Ralph Bakshi dirigiu "Lord of the Rings", uma história adaptada do épico clássico de J.R.R. Tolkien. Usando técnicas de rotoscopia, que era um método usado por Disney e Max Fleischer para animar personagens ultra-realistas. Em 1981 ele lança "American Pop", onde aborda a evolução da música popular americana incluindo músicas de George Gershwin, Dave Brunbeck, Herbie Hancock, Bob Dylan, The Doors, Velvet Underground, Jimi Hendrix, entre outros. Seguiram-se "Hey Good Lookin" (1981) e "Fire and Ice" (1983), feito em parceria com Frank Frazetta, renomado ilustrador de cenas fantásticas, que conta a história de um herói da selva que salva uma linda princesa das garras das criaturas do gelo. "Cool World" de 1991, que mistura animação com live-action, no qual trabalharam Kim Basinger e Brad Pitt. Através de sátiras e comentários políticos Ralph Bakshi abriu caminho para a animação com temas adultos. Ele também assumiu a direção da clássica série animada do Homem Aranha dos anos 60-70 a partir da 2° temporada. Perfil no Filmow Algumas de suas obras mais famosas: ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- O Mirabolante Mundo das Animações Francesas A História da animação Francesa começa no século XIX, quando a França é pioneira em patentes subsequentes à invenção do cinema. Ela ganha, principalmente, suas esporas no século XX, quando cineastas franceses surgem em contraponto aos hegemônicos estúdios Disney. Ao longo do século, a França vê o estabelecimento de uma indústria do cinema de animação sério e sólido, mas os projetos, por vezes lutam para encontrar os fundos e depois ter de restringir suas ambições porque eles sofrem de descrédito em relação ao cinema atual. Segue abaixo links sobre mais detalhes: História da animação Francesa Lista dos longas animados franceses já lançados Algumas obras que todo mundo deveria conhecer: Links errados? Informações erradas? Por favor me avisem para que eu venha a corrigir. Fiquem a vontade para comentarem e indicarem mais filmes, sei que faltou muita animação aqui, então conto com vocês! ;D
  24. Discussão O que o Oda reserva para o Coby?

    Em conversa com os users @@Eskimo e @@BB8 na shout o tema da conversa acabou por ir ter no Coby. Coby é um capitão da Marinha que treinou junto com Helmeppo sob a supervisão do Vice Almirante Garp. Antigamente foi um grumete para os Piratas da Alvida até ser libertado por Luffy, e foi a primeira pessoa com quem Luffy fez amizade em suas viagens. Para muitos fãs ele vai ser o Garp do Luffy, para outros apenas uma pedra fundamental na criação de uma nova Marinha com Smoker e Aokiji. E vocês o que acham que o futuro e Oda lhe reservam?
  25. Tatuagens

      Comentem sobre tattoos se você tem, se gostaria de ter, se vai ter, se não ta nem ae, se é experiente, se é tatuador, se tem preconceito, etc.