Chat
    As regras também valem aqui. O flood é parcialmente liberado mas não exagerem! Regras e punições na shout: http://unionforum.top/index.php?/topic/3532-v-10-regras-da-shout/#comment-73934
    Load More
    Use sua conta do leitor ou Fórum Union para mandar mensagens ou cadastre-se já!
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
Yakusho

[DC Universe] Vertigo

20 posts neste tópico

 

 

 
Vertigo_logo.png
 
 
 
Vertigo é um selo da editora de quadrinhos DC Comics. Essa divisão opera sob o nome Vertigo para se diferenciar da linha mais popular e familiar da DC Comics, preservando sua imagem. Vertigo publica histórias voltadas para um público mais adulto e maduro. Seus quadrinhos lidam com temas mais adultos como violência, nudez, exposição sexual, uso de drogas, palavrões e outros tipos de controvérsia.
 
 
 
O selo Vertigo foi fundado assim que os quadrinhos mais maduros da DC começaram a ter sucesso na segunda metade dos anos 80, inaugurado pela segunda fase da revista Monstro do Pântano e continuando com Watchmen e Sandman. Ao fundar o selo Vertigo a editora DC pretendia atrair escritores que queriam publicar esse tipo mais profundo (e pesado) de história, sem ter que se preocupar sobre ofender pais preocupados com o que seus filhos poderiam estar lendo. Numa época em que quase todos os nomes famosos nos quadrinhos eram de desenhistas, e a maioria das companhias estava pondo a arte acima da história, a Vertigo era a única linha de quadrinhos a pôr os roteiristas em primeiro lugar.
 
 
 
Apesar de todas as publicações iniciais estarem fortemente ligadas aos cenários e personagens tradicionais da DC, com o tempo eles foram se distanciando, e os super-heróis tradicionais começaram a aparecer cada vez menos. Aos seus títulos originais, foram acrescentados vários outros e, com o passar do tempo, a Vertigo é quase uma editora individual funcionando sob os auspícios da DC.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

4007201zg8.jpg

 

 

Nome: V de Vingança (1988)

 

 

Editora: Vertigo

 

 

Tipo de Série: Mini-Série

 

 

Ano de Lançamento: 1988

 

 

Total de Edições: 10

 

 

Sinopse:

 

 

Com texto de Alan Moore e arte de David Lloyd, a “graphic novel” foi publicada originalmente entre 1982 e 1985 na revista inglesa de quadrinhos alternativos “Warrior”, onde não chegou a ser finalizada. Em 1988, Moore e Lloyd retomaram e concluíram a série na norte-americana DC Comics.

 

 

 

 

 

Inspirada pelo cenário político da época (“Havia uma espécie de eixo Reagan/ Thatcher, parecia que a sociedade ocidental estava mudando para pior”, disse Moore) e misturando referências literárias (“1984″, de Orwell, “Fahrenheit 451″, de Bradbury), dos quadrinhos (“O Sombra”, “Judge Dredd”) e das artes (Shakespeare, Max Ernst), a dupla criou um intrincado libelo contra o totalitarismo.

 

 

 

 

 

Na história, um mascarado de passado misterioso e inclinação anarquista luta contra o governo fascista que se instalou na (então) Inglaterra futurística de 1997, após a guerra nuclear.

 

 

 

 

 

[Download] (Dark Seid)

 

 

Zinho, Hunter, Jaque. e 2 outros curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Melhor HQ que eu já li.

Alan Moore era um mago nas pesquisa de suas HQs. O que ele fez nessa HQ e em Watchmen aqui é um exemplo a ser seguido, ele se tornou uma referência obrigatória no ramo.

Esse trabalho rebuscado faz falta hoje. Lendo essa HQ eu lembrei de mtas obras que já li, é mto bom entender do q o autor esta falando. A arte combina perfeitamente com a HQ tbm, simples e bem feita.

"Remember, remember, the 5th of November"

Editado por Afro
Zinho curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Miracleman_Vol_1_1_Wizard_World_Portland

Título(s) Alternativo(s): Miracleman
Editora: Marvel
Ano de Lançamento: 1985
Scan(s): Os Impossíveis, Onomatopeia Digital
Status: Completo

Sinopse: Marvelman, depois chamado de Miracleman, é um personagem de quadrinhos criado pelo ilustrador e escritor britânico Mick Anglo em 1953 para a editora Len Miller & Son. Originalmente concebido como um substituto do super-herói americano Capitão Marvel, a série continuou até 1963. Em 1982 foi revivido por Alan Moore em uma série dramática e sombria, o que distorce completamente a imagem original da simplicidade e da ingenuidade da personagem, inventando o que é considerada a primeira desconstrução do herói. Impedida a continuidade da publicação ocasionada por uma disputa legal complexa e onerosa dos vários autores, o personagem saiu de circulação por muitos anos. Em 24 de julho de 2009, a Marvel Comics adquiriu todos os direitos, prometendo relançá-lo com o nome original Marvelman. O personagem foi publicado pela primeira vez no Brasil nos anos 50 pela RGE, justamente na revista do Capitão Marvel e era chamado de Jack Marvel.

Clique para ler

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Leiam a fase do Alan Moore, simplemente do melhor que as hq podem dar. Esta hq é altamente recomendavel, diria mesmo de leitura obrigatoria.

Zinho curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

KaZN44d.png

Título(s) Alternativo(s): Lúcifer
Editora: Vertigo
Ano de Lançamento: 2000
Scan(s): DS-Club, Quadrinhos Inglórios, Só Quadrinhos
Status: Completo
Sinopse: Depois de ser banido do Céu por se rebelar contra seu Criador, Lúcifer e os outros anjos, persuadidos por ele para seguí-lo, foram mandados para o Inferno. Lá um triunvirato formado por Lúcifer, Beelzebub e Azazel comandava as hostes infernais na busca incessante por almas que sentiam a necessidade de se auto punir. Certo dia, Lúcifer se cansa dessa tarefa e resolve fechar as portas do Inferno. Manda todos os demônios, anjos caídos e almas renegadas para fora e se aposenta. Depois disso resolve viver entre os mortais mais especificamente na cidade de Los Angeles nos EUA, onde se torna dono de um piano bar chamado Lux de onde pode observar mais de perto a fragilidade da vida dos mortais.
 
 
 
55Jejl2.png
Título(s) Alternativo(s): A Opcão Estrela da Lua
Editora: Vertigo
Ano de Lançamento: 2010
Scan(s): Desconhecido
Status: Completo
Sinopse: Caído dos Céus, relegado a reinar no Inferno, Lúcifer Estrela da Manhã abandonou seu posto após um episódio com Morfeus dos Perpétuos, e deixou seu reino para ir morar em Los Angeles e repensar sua existência. O ex-monarca supremo do Inferno hoje vive, ironicamente, na Cidade dos Anjos. Mas agora um pedido do Criador em pessoa deve mudar os planos de seu outrora fiel servo. Se Lúcifer aceitar o pedido, poderá ter o que quiser como recompensa. Mas tanto a tarefa quanto o prêmio pretendido não são exatamente o que parecem. Finalizando a mini que teve o roteiro de Mike Carey, arte de Scott Hampton e consultoria de Neil Gaiman.
 
 
 
m2XFqPd.png
Título(s) Alternativo(s): Lúcifer - Nirvana
Editora: Vertigo
Ano de Lançamento: 2002
Scan(s): DS-Club
Status: Completo
Sinopse: O elenco de personagens incomuns de Lúcifer: Nirvana se destaca no universo das histórias em quadrinhos — a começar pelo principal, Lúcifer, também chamado Estrela da Manhã, um demônio que gerencia um piano-bar em Los Angeles…; e ainda há Perdissa, um anjo na forma de uma linda mulher; também, o Homem de Seda, um ser monstruoso da época da Criação; há um minúsculo fantasma encerrado numa gaiola de bambu; e uma jovem e frágil viúva chinesa. Os elementos de mistério e magia se fundem em clima de pesadelo – o Reino do Sonhar nunca pareceu tão sombrio como em Lúcifer: Nirvana; o suspense se mantém a cada página, enquanto que o drama espreita e a tragédia parece inevitável. Quantos padecerão? Haverá uma saída? Esta estimulante história de um anjo desejoso de vingança e de uma jovem mulher à procura de consolo e ansiosa pela paz se desenrola na mística China contemporânea e tem a participação de Daniel, o novo Sandman. Leitores familiarizados com Lúcifer, o personagem, não irão querer perder esta importante saga, enquanto que os novos leitores irão apreciar Lúcifer: Nirvana como uma obra distinta, uma história completa em si mesma. Nesta graphic novel, escrita por Mike Carey (Hellblazer, Lúcifer) e considerada um trabalho de gênio do gênero fantasia, Lúcifer, nascido nas páginas de Sandman, o maior sucesso editorial de Neil Gaiman, sofre a presença da morte. Poderia o anjo caído morrer? Nas belas páginas de Lúcifer: Nirvana pintadas magistralmente por Jon J. Muth (Moonshadow, Drácula), vencedor do Eisner Award, o “Oscar” das histórias em quadrinhos, você saberá a resposta.
 
Heladio-F, Halley, kmsem e 2 outros curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Parece ser bem interessante, e agora com a série vindo, a HQ deve ganhar um up. Vou começar a ler para depois acompanhar o seriado.

kmsem curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá amigos,

 

Encontrei em um sebo e comecei a ler o primeiro encadernado lançado pela Panini.

Este, contém 2 arcos. Terminei o primeiro agora e me empolguei muito com a publicação. A licença poética da série faz jus ao ser celestial. Os conflitos que ele causa, e o mais importante que é não tentar transformar Lúcifer em um herói e sim deixar fluir o mal e a arte de enganar. Escrita muito envolvente e realmente muito boa, pretendo procurar pelos demais encadernados e fiquei bem ansioso para a chegada da série.

Zinho curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá amigos,

 

Encontrei em um sebo e comecei a ler o primeiro encadernado lançado pela Panini.

Este, contém 2 arcos. Terminei o primeiro agora e me empolguei muito com a publicação. A licença poética da série faz jus ao ser celestial. Os conflitos que ele causa, e o mais importante que é não tentar transformar Lúcifer em um herói e sim deixar fluir o mal e a arte de enganar. Escrita muito envolvente e realmente muito boa, pretendo procurar pelos demais encadernados e fiquei bem ansioso para a chegada da série.

Subscrevo, as hq´s são fantásticas. Sem dúvida que é uma leitura muito boa e recomendável.

MyGirl (ADM) e kmsem curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Recomendações de hqs da Vertigo:

1- É um passaro - Conta a historia de um escritor(Steven Seagle) que recebe a oportunidade de escrever a Hq do maior superheroi, o Superman, so que há um peqno problema nisso, ele não gosta do superman de jeito nenhum, alem de ele achar o personagem um bobo, tem coisas pessoais no passado de Steven q qdo ele lembra do superman trazem pessimas recordações. Para aqueles que não gostam do superman, é um boa pedida essa Hq

 

2- Vampiro Americano - (Minha paixão é essa Hq)  Scott Snyder e Stephen King e arte do brasileiro Rafael Albuquerque. São duas historias paralelas, uma delas conta o passado de Skinner Sweet, o primeiro vampiro americano. Ja a outra conta a historia de Pearl Jones, uma garota de 20 anos que deseja se tornar uma atriz em hollywood, (acredito q la para a decada de 20, ou 30, não me lembro agora). Para o Scott essa é a sua melhor Hq, pois ele ja vem tentando produzir ela, dede 2003, e cara, como essa hq é boa, Skinner é um tipico, anti-heroi, q vc deseja ser ele.

Zinho curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Awards

Em 02/09/2015 at 5:11 AM, Zinho disse:

KaZN44d.png

Título(s) Alternativo(s): Lúcifer
Editora: Vertigo
Ano de Lançamento: 2000
Scan(s): DS-Club, Quadrinhos Inglórios, Só Quadrinhos
Status: Completo
Sinopse: Depois de ser banido do Céu por se rebelar contra seu Criador, Lúcifer e os outros anjos, persuadidos por ele para seguí-lo, foram mandados para o Inferno. Lá um triunvirato formado por Lúcifer, Beelzebub e Azazel comandava as hostes infernais na busca incessante por almas que sentiam a necessidade de se auto punir. Certo dia, Lúcifer se cansa dessa tarefa e resolve fechar as portas do Inferno. Manda todos os demônios, anjos caídos e almas renegadas para fora e se aposenta. Depois disso resolve viver entre os mortais mais especificamente na cidade de Los Angeles nos EUA, onde se torna dono de um piano bar chamado Lux de onde pode observar mais de perto a fragilidade da vida dos mortais.
 
 
 
55Jejl2.png
Título(s) Alternativo(s): A Opcão Estrela da Lua
Editora: Vertigo
Ano de Lançamento: 2010
Scan(s): Desconhecido
Status: Completo
Sinopse: Caído dos Céus, relegado a reinar no Inferno, Lúcifer Estrela da Manhã abandonou seu posto após um episódio com Morfeus dos Perpétuos, e deixou seu reino para ir morar em Los Angeles e repensar sua existência. O ex-monarca supremo do Inferno hoje vive, ironicamente, na Cidade dos Anjos. Mas agora um pedido do Criador em pessoa deve mudar os planos de seu outrora fiel servo. Se Lúcifer aceitar o pedido, poderá ter o que quiser como recompensa. Mas tanto a tarefa quanto o prêmio pretendido não são exatamente o que parecem. Finalizando a mini que teve o roteiro de Mike Carey, arte de Scott Hampton e consultoria de Neil Gaiman.
 
 
 
m2XFqPd.png
Título(s) Alternativo(s): Lúcifer - Nirvana
Editora: Vertigo
Ano de Lançamento: 2002
Scan(s): DS-Club
Status: Completo
Sinopse: O elenco de personagens incomuns de Lúcifer: Nirvana se destaca no universo das histórias em quadrinhos — a começar pelo principal, Lúcifer, também chamado Estrela da Manhã, um demônio que gerencia um piano-bar em Los Angeles…; e ainda há Perdissa, um anjo na forma de uma linda mulher; também, o Homem de Seda, um ser monstruoso da época da Criação; há um minúsculo fantasma encerrado numa gaiola de bambu; e uma jovem e frágil viúva chinesa. Os elementos de mistério e magia se fundem em clima de pesadelo – o Reino do Sonhar nunca pareceu tão sombrio como em Lúcifer: Nirvana; o suspense se mantém a cada página, enquanto que o drama espreita e a tragédia parece inevitável. Quantos padecerão? Haverá uma saída? Esta estimulante história de um anjo desejoso de vingança e de uma jovem mulher à procura de consolo e ansiosa pela paz se desenrola na mística China contemporânea e tem a participação de Daniel, o novo Sandman. Leitores familiarizados com Lúcifer, o personagem, não irão querer perder esta importante saga, enquanto que os novos leitores irão apreciar Lúcifer: Nirvana como uma obra distinta, uma história completa em si mesma. Nesta graphic novel, escrita por Mike Carey (Hellblazer, Lúcifer) e considerada um trabalho de gênio do gênero fantasia, Lúcifer, nascido nas páginas de Sandman, o maior sucesso editorial de Neil Gaiman, sofre a presença da morte. Poderia o anjo caído morrer? Nas belas páginas de Lúcifer: Nirvana pintadas magistralmente por Jon J. Muth (Moonshadow, Drácula), vencedor do Eisner Award, o “Oscar” das histórias em quadrinhos, você saberá a resposta.
 

Não sabia que estava concluído. Vou terminar sandman e ler esta do Lúcifer. 

Deve ser bem diferente da série de TV. 

Zinho curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

9 hours ago, Jaque. said:

Não sabia que estava concluído. Vou terminar sandman e ler esta do Lúcifer. 

Deve ser bem diferente da série de TV. 

Valem muito a pena. Infelizmente da tv só vi a temporada 1, nem sei como está a série. 

Jaque. curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Em 2017-4-23 at 10:33 PM, Jaque. disse:

Não sabia que estava concluído. Vou terminar sandman e ler esta do Lúcifer. 

Deve ser bem diferente da série de TV. 

A HQ é mil vezes melhor do que a série de TV. Lúcifer foi umas das melhores comics que já li, super recomendo.

Jaque. curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vertigo, na minha opinião, é melhor até que a DC mainstream. Hellblazer é um dos melhores quadrinhos que já li na vida.

Halley curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora
Entre para seguir isso  
Seguidores 0

  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.