Chat
    As regras também valem aqui. O flood é parcialmente liberado mas não exagerem! Regras e punições na shout: http://unionforum.top/index.php?/topic/3532-v-10-regras-da-shout/#comment-73934
    Load More
    Use sua conta do leitor ou Fórum Union para mandar mensagens ou cadastre-se já!

110 posts neste tópico

Bolão Champions League

grupo.jpg

 

Bolão da champions edição 2017/2018, será nos mesmos moldes do passado. O premio será decidido pelo moderador desta board, as pontuações serão estas:

Acertou o Resultado + placar - 10 Pontos

Acertou o resultado - 5 Pontos

Errou - 0 Pontos

 

Acertando o líder da classificação ganhará 30 pontos

 

Premiação

 

Os três primeiros colocados ao fim dessa fase do bolão serão premiados com 15, 10 e 5 likes respectivamente. Premiação da fase seguinte será decidido após o termino da fase de grupos.

 

 

Vocês tambem terão que escolher um time para ver quem será o líder desta fase de grupos, ou seja aquele que terminará em 1º de todos na soma final. Criterio de desempate será: Vitoria - Saldo de Gols - Gols Pró - Gols Sofridos.

 

 

Confrontos:

 

Spoiler

Jogos

 

Grupo A:

Benfica x CSKA

Man Utd x Basel

 

Grupo B:

Bayern de Munique x Anderlecht 

Celtic x Paris Saint Germain

 

Grupo C:

Chelsea x Qarabag

Roma x Atletico de Madrid

 

Grupo D:

Barcelona x Juventus

Olympiacos x Sporting

 

Grupo E:

Maribor x Spartak Moscou

Liverpool x Sevilla

 

Grupo F:

Feynoord x Manchester City

Shaktar Donetsk x Napoli

 

Grupo G:

RB Leipzig x Monaco

Porto x Besikitas

 

Grupo H:

Madrid x Apoel

Tottenham x Borussia Dortmund 

 

Compreendo que foi feito em cima da hora, não sei como vou arrumar isto, mas pensarei em algo para todos terem chance

 

Segue de exemplo o meu bolão desta rodada para vocês verem como tem que ser feito

 

Spoiler

Grupo A:

Benfica 2 x 0 CSKA

Man Utd 3 x 0 Basel

 

Grupo B:

Bayern de Munique 2 x 1 Anderlecht 

Celtic 1 x 3 Paris Saint Germain

 

Grupo C:

Chelsea 2 x 0 Qarabag

Roma 1 x 1 Atletico de Madrid

 

Grupo D:

Barcelona 1 x 2 Juventus

Olympiacos 1 x  2Sporting

 

Grupo E:

Maribor 0 x 3 Spartak Moscou

Liverpool 2 x 0 Sevilla

 

Grupo F:

Feynoord 1 x 3 Manchester City

Shaktar Donetsk 1 x 2 Napoli

 

Grupo G:

RB Leipzig 1 x 0 Monaco

Porto 1 x 0 Besikitas

 

Grupo H:

Madrid 5 x 0 Apoel

Tottenham 2 x 1 Borussia Dortmund

 

Minha aposta para melhor clube da fase de grupos é:

Manchester United 

 

 

 

PS: Apostas validas até no max 5 min antes das partidas

Editado por Gui The King
Detroit, Usagi Yojimbo e Skyfall curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Spoiler

 

Grupo A:

Benfica 2 x 0 CSKA

Man Utd 2 x 0 Basel

 

Grupo B:

Bayern de Munique 3 x 0 Anderlecht 

Celtic 1 x 4 Paris Saint Germain

 

Grupo C:

Chelsea 3 x 0 Qarabag

Roma 0 x 1 Atletico de Madrid

 

Grupo D:

Barcelona 1 x 0 Juventus

Olympiacos 1 x  1 Sporting

 

Grupo E:

Maribor 0 x 1 Spartak Moscou

Liverpool 1 x 1 Sevilla

 

Grupo F:

Feynoord 0 x 2 Manchester City

Shaktar Donetsk 0 x 1 Napoli

 

Grupo G:

RB Leipzig 1 x 0 Monaco

Porto 2 x 0 Besikitas

 

Grupo H:

Real Madrid 3 x 0 Apoel

Tottenham 3 x 2 Borussia Dortmund

 

Minha aposta para melhor clube da fase de grupos é:

Manchester United

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Awards

Spoiler

 

Grupo A:

Benfica 2 x 0 CSKA

Man Utd 3 x 0 Basel

 

Grupo B:

Bayern de Munique 5 x 1 Anderlecht 

Celtic 1 x 3 Paris Saint Germain

 

Grupo C:

Chelsea 2 x 0 Qarabag

Roma 1 x 3 Atletico de Madrid

 

Grupo D:

Barcelona 2 x 0 Juventus

Olympiacos 1 x  2 Sporting

 

Grupo E:

Maribor 0 x 3 Spartak Moscou

Liverpool 2 x 2 Sevilla

 

Grupo F:

Feynoord 1 x 3 Manchester City

Shaktar Donetsk 1 x 1 Napoli

 

Grupo G:

RB Leipzig 1 x 0 Monaco

Porto 1 x 0 Besikitas

 

Grupo H:

Madrid 4 x 1 Apoel

Tottenham 1 x 2 Borussia Dortmund

 

Minha aposta para melhor clube da fase de grupos é:

Real Madrid

 

 

 

*Vai ter pts pra adivinhar quem vai fazer os gols também?

*Poderia ter feito isso antes, pra geral participar;

*Se quiser de ajuda, dependendo da minha vontade, quem sabe.

 

Bora participar raparigas, começa a partir de amanhã 13/09 -  @Skyfall @Ryuuma @Caillou @Lu Bu @Geu @Montenegro @abaddon @Jhon Titor @Sir Crocodile @Tatical @Paca @Jean Arnaut @Diable @DDDC @KUROSAKI @YorozuyaForever @Kizaru @Alexander The Great @Mr.Junioℝ @Elivelton Carneiro

Editado por Tobias Targaryen
Geu curtiu isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Jogos

 

Grupo A:

Benfica 2x0 CSKA

Man Utd 3x1 Basel

 

Grupo B:

Bayern de Munique 2x1 Anderlecht 

Celtic 0x4 Paris Saint Germain

 

Grupo C:

Chelsea 2x1 Qarabag

Roma 1x1 Atletico de Madrid

 

Grupo D:

Barcelona 2x2 Juventus

Olympiacos 1x0 Sporting

 

Grupo E:

Maribor 1x2 Spartak Moscou

Liverpool 2x0 Sevilla

 

Grupo F:

Feynoord 1x3 Manchester City

Shaktar Donetsk 1x2 Napoli

 

Grupo G:

RB Leipzig 2x2 Monaco

Porto 2x1 Besikitas

 

Grupo H:

Madrid 4x0 Apoel

Tottenham 2x1 Borussia Dortmund

 

Minha aposta para melhor clube da fase de grupos é:

Manchester United

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

7 minutos atrás, Tobias Targaryen disse:

 

*Vai ter pts pra adivinhar quem vai fazer os gols também?

*Poderia ter feito isso antes, pra geral participar;

*Se quiser de ajuda, dependendo da minha vontade, quem sabe.

 

1- Acredito que não, mas posso pensar nisto para uma segunda rodada

2- Eu pensei que alguem tinha feito isso, vc que tinha dado a ideia e não fez, então não reclama

3- Quem sabe

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grupo A:

Benfica x CSKA

Man Utd x Basel

 

Grupo B:

Bayern de Munique x Anderlecht 

Celtic x Paris Saint Germain

 

Grupo C:

Chelsea x Qarabag

Roma x Atletico de Madrid

 

Grupo D:

Barcelona x Juventus

Olympiacos x Sporting

 

Grupo E:

Maribor 1x3 Spartak Moscou

Liverpool 2x1 Sevilla

 

Grupo F:

Feynoord 1x3 Manchester City

Shaktar Donetsk 1x2 Napoli

 

Grupo G:

RB Leipzig 1x1 Monaco

Porto 2x1 Besikitas

 

Grupo H:

Madrid 4x0 Apoel

Tottenham 2x0 Borussia Dortmund 

 

Minha aposta para melhor clube da fase de grupos é:

Manchester City

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Awards

Grupo A:

Benfica x CSKA

Man Utd x Basel

 

Grupo B:

Bayern de Munique x Anderlecht 

Celtic x Paris Saint Germain

 

Grupo C:

Chelsea x Qarabag

Roma x Atletico de Madrid

 

Grupo D:

Barcelona x Juventus

Olympiacos x Sporting

 

Grupo E:

Maribor 0x2 Spartak Moscou

Liverpool 1x1 Sevilla

 

Grupo F:

Feynoord 0x2 Manchester City

Shaktar Donetsk 1x1 Napoli

 

Grupo G:

RB Leipzig 1x1 Monaco

Porto 3x0 Besikitas

 

Grupo H:

Madrid 5x0 Apoel

Tottenham 2x1 Borussia Dortmund 

 

Minha aposta para melhor clube da fase de grupos é:

                                                                                                                                                                       Chelsea

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grupo A:

Benfica 3 x 0 CSKA

Man Utd 4 x 0 Basel

 

Grupo B:

Bayern de Munique 5 x 1 Anderlecht 

Celtic 1 x 3 Paris Saint Germain

 

Grupo C:

Chelsea 4 x 1 Qarabag

Roma 2 x 0 Atetico de Madrid

 

Grupo D:

Barcelona 2 x 1 Juventus

Olympiacos 2 x  1 Sporting

Grupo E:

Maribor 0 x 2 Spartak Moscou

Liverpool 2 x 2 Sevilla

 

Grupo F:

Feynoord 1 x 3 Manchester City

Shaktar Donetsk 2 x 1 Napoli

 

Grupo G:

RP Leipzig 0 x 2 Monaco

Porto 1 x 0 Besikitas

 

Grupo H:

Madrid 6 x 1 Apoel

Tottenham 1 x 2 Borussia Dortmund

 

Minha aposta para melhor clube da fase de grupos é: Manchester United

Editado por Alexander The Great
Faltou aposta do melhor time da fase de grupo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grupo E:

Maribor 0 x 1 Spartak Moscou

Liverpool 3 x 1 Sevilla

 

Grupo F:

Feynoord 1 x 4 Manchester City

Shaktar Donetsk 2 x 1 Napoli

 

Grupo G:

RB Leipzig 1 x 2 Monaco

Porto 0 x 0 Besikitas

 

Grupo H:

Madrid 3 x 0 Apoel

Tottenham 1 x 1 Borussia Dortmund

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom esse bolão, só queria dar algumas direções ao tópico e às pontuações e algumas regras:

 

Evitem esse tipo de pontuação por gols no placar, é complexo demais e se por algum acaso o criador do bolão tiver algum problema e não puder atualizar o trabalho fica pro mod no caso eu, não é por que não quero ter trabalho é só pq não tenho muito tempo pra arcar com mais de 2 bolões grandes como o brasileirão e a premier league, e não queremos que o bolão pare de ser atualizado né.

 

As premiações já foram definidas e a award será dada ao fim das duas fases.

 

@Gui The King o que nós vamos ganhar se acertarmos o primeiro colocado da fase de grupos?

 

Primeiro colocado: Manchester United

 

Grupo E:

Maribor 1 x 2 Spartak Moscou

Liverpool 2 x 2 Sevilla

 

Grupo F:

Feynoord 2 x 4 Manchester City

Shaktar Donetsk 0 x 3 Napoli

 

Grupo G:

RB Leipzig 3 x 1 Monaco

Porto 2 x 0 Besikitas

 

Grupo H:

Madrid 4 x 1 Apoel

Tottenham 3 x 1 Borussia Dortmund

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Awards

2 minutos atrás, Skyfall disse:

Muito bom esse bolão, só queria dar algumas direções ao tópico e às pontuações e algumas regras:

 

Evitem esse tipo de pontuação por gols no placar, é complexo demais e se por algum acaso o criador do bolão tiver algum problema e não puder atualizar o trabalho fica pro mod no caso eu, não é por que não quero ter trabalho é só pq não tenho muito tempo pra arcar com mais de 2 bolões grandes como o brasileirão e a premier league, e não queremos que o bolão pare de ser atualizado né.

 

As premiações já foram definidas e a award será dada ao fim das duas fases.

 

@Gui The King o que nós vamos ganhar se acertarmos o primeiro colocado da fase de grupos?

 

Primeiro colocado: Manchester United

 

Grupo E:

Maribor 1 x 2 Spartak Moscou

Liverpool 2 x 2 Sevilla

 

Grupo F:

Feynoord 2 x 4 Manchester City

Shaktar Donetsk 0 x 3 Napoli

 

Grupo G:

RB Leipzig 3 x 1 Monaco

Porto 2 x 0 Besikitas

 

Grupo H:

Madrid 4 x 1 Apoel

Tottenham 3 x 1 Borussia Dortmund

 

30 pontos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grupo E:

Maribor 2 x 1 Spartak Moscou

Liverpool 2 x 1 Sevilla

 

Grupo F:

Feynoord 1 x 3 Manchester City

Shaktar Donetsk 0 x 2 Napoli

 

Grupo G:

RB Leipzig 1  x 0 Monaco

Porto 1 x 1 Besikitas

 

Grupo H:

Madrid 5 x 0 Apoel

Tottenham 2 x 2 Borussia Dortmund 

 

Melhor da fase de grupos: BARÇA.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Awards

Classificação do Bolão:

 

1º - DDDC - 30 Pontos

1º - Alexander the Great - 30 Pontos

1º - Skyfall - 30 Pontos

2º - Greyrat - 25 Pontos

2º - Tatical - 25 Pontos

3º - Detroit - 20 Pontos

3º - DiCaprio - 20 Pontos

3º - Tobias Targaryen - 20 Pontos

4º- Gui The King - 15 - Pontos

5º - Geu - 10 Pontos

 

Confrontos da 2º Rodada:

Spoiler

Grupo A:

CSKA x Manchester United

Basel x Benfica

 

Grupo B: 

Paris Saint Germain x Bayern de Munique

Anderlecht x Celtic

 

Grupo C:

Qarabag x Roma

Atletico de Madrid x Chelsea

 

Grupo D:

Sporting x Barcelona

Juventus x Olympiacos

 

Grupo E: 

Spartak Moscou x Liverpool

Sevilla x Maribor

 

Grupo F: 

Napoli x Feynoord

Manchester City x Shaktar Donetsk

 

Grupo G: 

Besikitas x RB Leipzig

Monaco x Porto

 

Grupo H:

Borussia Dortmund x Real Madrid

Apoel x Tottenham

 

Apostas validas somente até 5 minutos antes das partidas, ou seja, grupos A até D até 15:40 do dia 27 de setembro e grupos E até H até 15:40 do dia 26 de Setembro

Editado por Gui The King
Usagi Yojimbo e Skyfall curtiram isso

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grupo A:

CSKA 1x1 Manchester United

Basel 1x2 Benfica

 

Grupo B: 

Paris Saint Germain 2x1 Bayern de Munique

Anderlecht 1x0 Celtic

 

Grupo C:

Qarabag 0x2 Roma

Atletico de Madrid 2x2 Chelsea

 

Grupo D:

Sporting 0x2 Barcelona

Juventus 2x0 Olympiacos

 

Grupo E: 

Spartak Moscou 0x1 Liverpool

Sevilla 3x0 Maribor

 

Grupo F: 

Napoli 2x0 Feynoord

Manchester City 3x1 Shaktar Donetsk

 

Grupo G: 

Besikitas 0x2 RB Leipzig

Monaco 2x0 Porto

 

Grupo H:

Borussia Dortmund 1x0 Real Madrid

Apoel 0x4 Tottenham

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Awards

Grupo A:

CSKA 1x2 Manchester United

Basel 1x1 Benfica

 

Grupo B: 

Paris Saint Germain 1x3 Bayern de Munique

Anderlecht 0x2 Celtic

 

Grupo C:

Qarabag 0x 3Roma

Atletico de Madrid 2x2 Chelsea

 

Grupo D:

Sporting 1x4 Barcelona

Juventus 2x0 Olympiacos

 

Grupo E: 

Spartak Moscou 1x3 Liverpool

Sevilla 3x0 Maribor

 

Grupo F: 

Napoli 2x0 Feynoord

Manchester City 4x2 Shaktar Donetsk

 

Grupo G: 

Besikitas 2x1 RB Leipzig

Monaco 1x1 Porto

 

Grupo H:

Borussia Dortmund 2x3 Real Madrid

Apoel 0x2 Tottenham

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grupo A:

CSKA 1x2 Manchester United

Basel 2x1 Benfica

 

Grupo B: 

Paris Saint Germain 3x1 Bayern de Munique

Anderlecht 2x0 Celtic

 

Grupo C:

Qarabag 1x2 Roma

Atletico de Madrid 1x1 Chelsea

 

Grupo D:

Sporting 0x3 Barcelona

Juventus 2x1 Olympiacos

 

Grupo E: 

Spartak Moscou 1x0 Liverpool

Sevilla 2x0 Maribor

 

Grupo F: 

Napoli 1x2 Feynoord

Manchester City 3x1 Shaktar Donetsk

 

Grupo G: 

Besikitas 3x0 RB Leipzig

Monaco 1x0 Porto

 

Grupo H:

Borussia Dortmund 4x2 Real Madrid

Apoel 1x3 Tottenham

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Awards

Grupo A:

CSKA 1x3 Manchester United

Basel 1x1 Benfica

 

Grupo B: 

Paris Saint Germain 2x0 Bayern de Munique

Anderlecht 1x0 Celtic

 

Grupo C:

Qarabag 1x2 Roma

Atletico de Madrid 2x1 Chelsea

 

Grupo D:

Sporting 0x3 Barcelona

Juventus 3x1 Olympiacos

 

Grupo E: 

Spartak Moscou 0x2 Liverpool

Sevilla 4x0 Maribor

 

Grupo F: 

Napoli 3x1 Feynoord

Manchester City 4x0 Shaktar Donetsk

 

Grupo G: 

Besikitas 1x0 RB Leipzig

Monaco 2x1 Porto

 

Grupo H:

Borussia Dortmund 1x1 Real Madrid

Apoel 1x3 Tottenham

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grupo A:

CSKA 1 x 3 Manchester United

Basel 2 x1 Benfica

 

Grupo B: 

Paris Saint Germain 2 x 0 Bayern de Munique

Anderlecht 2 x 0 Celtic

 

Grupo C:

Qarabag 0 x 1 Roma

Atletico de Madrid 3 x 1 Chelsea

 

Grupo D:

Sporting 0 x 3 Barcelona

Juventus 5 x 0 Olympiacos

 

Grupo E: 

Spartak Moscou 1 x 1 Liverpool

Sevilla 2 x 0Maribor

 

Grupo F: 

Napoli 3 x 0 Feynoord

Manchester City 4 x 1 Shaktar Donetsk

 

Grupo G: 

Besikitas 2 x 0 RB Leipzig

Monaco 3 x 1 Porto

 

Grupo H:

Borussia Dortmund 1 x  3 Real Madrid

Apoel 0 x 2 Tottenham

Editado por Alexander The Great
N tinha colocado o jogo do Monaco.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grupo A:

CSKA 0x2Manchester United

Basel 0x1 Benfica

 

Grupo B: 

Paris Saint Germain 3x1 Bayern de Munique

Anderlecht 2x1 Celtic

 

Grupo C:

Qarabag 0x1 Roma

Atletico de Madrid 0x1 Chelsea

 

Grupo D:

Sporting 0x2 Barcelona

Juventus 2x0 Olympiacos

 

Grupo E: 

Spartak Moscou 0x2 Liverpool

Sevilla 3x0 Maribor

 

Grupo F: 

Napoli 2x1 Feynoord

Manchester City 5x0 Shaktar Donetsk

 

Grupo G: 

Besikitas 2x1 RB Leipzig

Monaco 1x0 Porto

 

Grupo H:

Borussia Dortmund 1x3 Real Madrid

Apoel 1x4 Tottenham

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grupo A:

CSKA 1x2 Manchester United

Basel 0x1 Benfica

 

Grupo B: 

Paris Saint Germain 3x2 Bayern de Munique

Anderlecht 1x1 Celtic

 

Grupo C:

Qarabag 0x2 Roma

Atletico de Madrid 1x1 Chelsea

 

Grupo D:

Sporting 0x3 Barcelona

Juventus 3x0 Olympiacos

 

Grupo E: 

Spartak Moscou 1x3 Liverpool

Sevilla 2x0 Maribor

 

Grupo F: 

Napoli 3x0 Feynoord

Manchester City 3x0 Shaktar Donetsk

 

Grupo G: 

Besikitas 1x1 RB Leipzig

Monaco 2x0 Porto

 

Grupo H:

Borussia Dortmund 2x1 Real Madrid

Apoel 1x3 Tottenham

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Awards

Grupo A:

CSKA 1 x 3 Manchester United

Basel 1 x 1 Benfica

 

Grupo B: 

Paris Saint Germain 2 x 1 Bayern de Munique

Anderlecht 1 x 0 Celtic

 

Grupo C:

Qarabag 0 x 3 Roma

Atletico de Madrid 0 x 1 Chelsea

 

Grupo D:

Sporting 1 x 2 Barcelona

Juventus 3 x 0 Olympiacos

 

Grupo E: 

Spartak Moscou 1 x 2 Liverpool

Sevilla 2 x 0 Maribor

 

Grupo F: 

Napoli 3 x 1 Feynoord

Manchester City 4 x 0 Shaktar Donetsk

 

Grupo G: 

Besikitas 2 x 1 RB Leipzig

Monaco 2 x 0 Porto

 

Grupo H:

Borussia Dortmund 1 x 1 Real Madrid

Apoel 0 x 2 Tottenham

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Grupo A:

CSKA 1 x 3 Manchester United

Basel 2 x 1 Benfica

 

Grupo B: 

Paris Saint Germain 3 x 1 Bayern de Munique

Anderlecht 0 x 1 Celtic

 

Grupo C:

Qarabag 0 x 5 Roma

Atletico de Madrid 2 x 0 Chelsea

 

Grupo D:

Sporting 0 x 3 Barcelona

Juventus 3 x 0 Olympiacos

 

Grupo E: 

Spartak Moscou 2 x 2 Liverpool

Sevilla 4 x 0 Maribor

 

Grupo F: 

Napoli 3 x 1 Feynoord

Manchester City 4 x 0 Shaktar Donetsk

 

Grupo G: 

Besikitas 0 x 1 RB Leipzig

Monaco 2 x 1 Porto

 

Grupo H:

Borussia Dortmund 1 x 3 Real Madrid

Apoel 0 x 4 Tottenham

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Bolão NBA Playoffs
      Por Gui The King
      Vai começar mais um Playoff na NBA. Poucas dúvidas restam, principalmente na conferencia Oeste, onde está uma confusão. Neste ano teremos uma edição do Bolão da NBA, onde o usuário irá apenas colocar qual será o placar do confronto. Por exemplo se Toronto x Wizards se enfrentarem, quanto ficará a serie? 4x3? 2x4? Simples e objetivo. Cada fase os membros do forum irão postar como será a serie. Amanha atualizarei como serão os jogos. Boa Sorte a todos
       
       

    • [Discussão] O Mecanismo
      Por Gui The King
      Marco Ruffo (Selton Mello) é um delegado aposentado da Polícia Federal obcecado pelo caso que está investigando. Quando menos espera, ele e sua aprendiz, Verena Cardoni (Carol Abras), já estão mergulhados em uma das maiores investigações de desvio e lavagem de dinheiro da história do Brasil. A proporção é tamanha que o rumo das investigações muda completamente a vida de todos os envolvidos.
       
       
      Trailer
       
    • Artigos Musicais - John Coltrane
      Por Gui The King
      Ficha
      Nome: John Willian Coltrane
      Nascimento: 23 de Setembro de 1926
      Falecimento: 17 de Julho de 1967
      Origem: Hamlet, Carolina do Norte, Estados Unidos
      Apelido: Trane
      Gêneros: Free Jazz, Modal Jazz, Avant-Garde Jazz, Hard Bop 
      Gravadoras: Prestige, Blue Note, Atlantic, Impulse!
       
      Biografia
      Filho de John Robert Coltrane e de Alice Blair Coltrane, John William Coltrane. John cresceu no meio de uma família de músicos: seu pai, que era alfaiate, tocava violino e ukulele, e sua mãe cantava no coro da igreja. Aos 13 anos ele encerra seu curso primário e ao mesmo tempo perde seu pai, o tio e seus avós em apenas um mês. Só ele, a mãe, uma tia e seu primo sobrevivem. Sua genitora é obrigada a trabalhar como empregada doméstica para dar suporte à família. Nesta mesma ocasião ele concluía seus estudos secundários. Seu primeiro instrumento é o clarinete, com o qual ele desenvolve seus dons musicais. Mas logo o músico o troca pelo saxofone alto. Suas inspirações musicais neste período foram o sax tenor Lester Young e Count Basie.
       
      [Lester Young - Stardust]
       
      Em 1945, Coltrane entra para a Marinha dos Estados Unidos, sendo designado para uma base no Havaí e destacado para a banda militar a tocar clarinete em um grupo chamado Melody Makers. Lá, grava com um quarteto de marinheiros em 13 de julho de 1946. Uma performance da música "Hot House", do compositor Tadd Dameron, foi lançada em 1993 pela antologia da Rhino Records: The Last Giant.
       
      Coltrane não chegou a entrar em combate. Após voltar do Havaí, em 1946, começa a tocar em diversos pequenos bares e clubes ao redor da Filadélfia. Nessa época ele adquire vício por heroína e álcool. No verão de 1946, entra para o grupo de Joe Webb e depois para a King Kolax Band, com o saxofonista Charlie Parker. É dito que seria nesse grupo que ele decide trocar o saxofone alto pelo tenor, visto que Parker, que tocava saxofone alto, já havia "esgotado" as possibilidades desse instrumento. Em 1947 ele assume uma carreira profissional. Nos primeiros anos ele não finca raízes em lugar algum e só conquista o prestígio com a supervisão de Miles Davis, que o ajuda a depurar sua sonoridade.
       
      No verão de 1955, Coltrane recebe um telefonema do trompetista Miles Davis, convidando-o a juntar-se a um grupo que ele estava formando. Miles Davis tinha se recuperado de seu vício em heroína, e voltado à atividade depois de uma apresentação no Festival de Jazz de Newport em julho de 1955, conseguindo assim um contrato com a Columbia Records e uma oportunidade de formar um grupo. Esse mesmo grupo contaria ainda com o pianista Red Garland, o baixista Paul Chambers e o baterista Philly Joe Jones, sendo conhecido como o Miles Davis Quintet. Com Miles, Coltrane finalmente se estabeleceria como um importante músico de jazz.  Logo se transformou em um dos principais elementos deste grupo. Tragicamente, porém, ele foi dispensado do Quinteto em 1957, ao ser flagrado consumindo heroína. Algum tempo depois, livre das drogas, ele toca por algum tempo com Thelonious Monk.
       
      Sua atuação principal na esfera musical se deu entre 1955 e 1967, período no qual ele renovou o ritmo jazzístico e marcou intensamente várias gerações musicais. John compôs pelo menos 50 músicas nesta fase mais criativa. Com os saxofones tenores Coleman Hawkins, Lester Young e Sonny Rollins, ele subverteu as possibilidades de seu instrumento. Sua fama o levou inclusive a ser citado excepcionalmente na entrega do Prêmio Pulitzer de 2007.
       
      O primeiro álbum importante de Coltrane, lançado em 1957, à frente de um conjunto, o Blue Train, é considerado um de seus melhores trabalhos. Neste mesmo ano ele retorna ao Miles Davis Quintet, conquistando críticas positivas e um convite para gravar na Atlantic. Sua antológica interpretação da canção Giant Steps, na qual ele foi acompanhado por piano, baixo e bateria, o posicionou com destaque e louvor na história do jazz. Depois deste sucesso ele deixa o Quintet e inicia um novo projeto com o pianista McCoy Tyner, o baixista Jimmy Garrison e o baterista Elvin Jones.
       
      Nos anos 60 John Coltrane traz a público outro clássico, My Favorite Things, que marca uma etapa distinta em sua trajetória musical, mais voltada para o minimalismo, as melodias hipnóticas e extensos solos repetitivos. Rotulado como anti-jazz, este estilo provoca no âmbito musical uma intensa maré criativa.
       
      Esse disco, considerado sua magnum opus, é um ode à sua fé no amor e em Deus (não necessariamente o Deus cristão - na capa do disco Meditations ele diz "Eu acredito em todas as religiões"). Este interesse espiritual iria caracterizar muito a forma de tocar e compor de Coltrane a partir de então, como pode ser visto em álbuns  como  Ascension,  Om  e  Meditations. O quarto movimento de A Love Supreme , "Psalm", é, de fato, um arranjo baseado em um poema feito para Deus por Coltrane e impresso no álbum. Coltrane toca quase exatamente cada nota para cada sílaba do poema, baseando suas frases nas palavras.
       
      Após gravar A Love Supreme, o estilo apocalíptico de Ayler influenciou a música de Coltrane. Na primeira metade do ano de 1965, as gravações do quarteto mostravam uma crescente abstração da forma de tocar, incorporando novos modelos como a multifonia, a utilização de overtones e tocando em um registro altíssimo, assim como um diferente estilo de seu método sheets of sound. No estúdio, ele abandonou o soprano para se concentrar no saxofone tenor, tocando com o quarteto com crescente liberdade. A evolução do grupo pode ser traçada através dos álbuns The John Coltrane Quartet Plays, Living Space, Transition (junho de 1965), New Thing at Newport (julho de 1965), Sun Ship (agosto de 1965) e First Meditations (setembro de 1965).
       
      Coltrane faleceu em decorrência de um câncer do fígado no Hospital Huntington em Long Island - Nova Iorque, em 17 de julho de 1967 com 40 anos de idade. Numa entrevista em 1968, o saxofonista Albert Ayler revelou que Coltrane estava consultando um curandeiro hindu para se tratar, ao invés de usar a medicina ocidental, fato negado mais tarde por Alice Coltrane.
       
      Legado
      A influência a qual Coltrane exerceu abrange muitos gêneros de músicas e músicos. Por exemplo, Jimi Hendrix, John McLaughlin, Carlos Santana, Primal Scream, Jah Wobble, Tom Verlaine, Allan Holdsworth, Jerry Garcia, The Stooges, The Doors, Erykah Badu, Mike Watt, Phil Lesh, OutKast, Christian Vander e Duane Allman citaram Coltrane como inspiração em seus trabalhos. A influência maciça de Coltrane no jazz, tanto no mainstream e avant-garde, começou durante sua vida e continuou crescendo mesmo depois de sua morte.
       
       
      Coltrane novo e Coltrane velho são muito diferentes. O Coltrane novo caracteriza-se por jogar extremamente rápido com uma sensação de bebop. Em 1957, Coltrane teve uma profunda experiência religiosa e, posteriormente, sua música assumiu uma sensação única e espiritual. Velho Coltrane é referido por muitos como 'Free Jazz'.
       
      Discografia 
       
      Discografia do John é enorme, vou deixar um link com a discografia inteira dele
       
      Principais são:
       
      Blue Train
       
      Giant Steps
       
      My Favourite Things
       
      Love Supreme
       
       
      Podcast
      Ao invés de deixar várias musicas dele aqui, prefiro deixar um podcast que ensina melhor como começar a ouvir John Coltrane
       
      Frases
       
      Deus respira plenamente por meio de nós, tão suavemente que nem sentimos. The real risk is not changing. I have to feel that I'm after something. If I make money, fine. But I'd rather be striving. It's the striving, man, it's that I want.” “My goal is to live the truly religious life and express it through my music. If you can live it, there's no problem about the music, because it's part of the whole thing.” “Sometimes I wish I could walk up to my music for the first time, as if I had never heard it before. Being so inescapably a part of it, I’ll never know what the listener gets, what the listener feels, and that’s too bad.”  

      “I’ve found you’ve got to look back at the old things and see them in a new light.”
    • Artigos Musicais - Rap
      Por Gui The King
      Origem
       
      Nos final dos anos 60 e inicio dos anos 70 surge nas áreas centrais de comunidades jamaicanas, latinas e afro-americanas da cidade de Nova Iorque. emergindo nesses subúrbios, verdadeiros guetos, enfrentavam diversos problemas de ordem social como pobreza, violência, racismo, tráfico de drogas, carência de infra-estrutura e de educação, entre outros. Os jovens encontravam na rua o único espaço de lazer, e geralmente entravam num sistema de gangues, as quais se confrontavam de maneira violenta na luta pelo domínio territorial. As gangues funcionavam como um sistema opressor dentro das próprias periferias “Quem fazia parte de alguma das gangues, ou quem estava de fora, sempre conhecia os territórios e as regras impostas pelas gangues, devendo segui-las rigidamente”. Como estes bairros sofriam de influencia latina e caribenha acabou por se tornar comum festas nas ruas, pois nestes países ocorriam muito destas festas, com Sound System, e foi com isso que estas festas começaram no Bronx, sendo o principal nome neste cenario inicial do DJ Kool Herc. Foi Herc quem introduziu o Toaster (modo de cantar com levadas bem fraseadas e rimas bem feitas, muitas vezes bem politizadas e outras banais e sexuais, cantadas em cima de reggae instrumental), que daria origem ao RAP. Apos o surgimento do Kool, outros Dj's logo em seguida surgiram como o: Afrika Bambaataa, Grand Master Flash, GrandWizard Theodore, GrandMixer DST(hoje DXT), Holywood e Pete Jones.
       
      [Afrika Bambaataa - Planet Rock]
       
      [Grandmaster Flash - White Lines]
       
      Esses caras foram os pioneiros no movimento do Hip-Hop, que observaram e participaram destas expressões de rua, e começaram a organizar festas nas quais estas manifestações tinham espaço ‘assim nasceram as Block Parties‘.

      As gangues foram encontrando naquelas novas formas de arte uma maneira de canalizar a violência em que viviam submersas, e passaram a frequentar as festas e dançar break, competir com passos de dança e não mais com armas. Essa foi a proposta de Afrika Bambaataa, considerado, hoje, o padrinho da cultura hip-hop, o idealizador da junção dos elementos, criador do termo hip-hop e por anos tido como “master of records” (mestre dos discos), por sua vasta coleção de discos de vinil.
       
      DJ Hollywood foi um Dj de grande importância para o movimento. Apesar de tocar ritmos mais pop como a discoteca, foi o primeiro a introduzir, em suas festas, MC’s que animavam com rimas e frases que deram início ao rap. Os MC’s passaram a fazer discursos rimados sobre a comunidade, à festa e outros aspectos da vida cotidiana.
       
      [DJ Hollywood - Hollywood's World]
       
       Em 1973, foi criada a primeira organização que tinha em seus interesses o hip hop. Sua sede estava situada no bairro do Bronx. A Zulu Nation tem, como objetivo, acabar com os vários problemas dos jovens dos subúrbios, especialmente a violência. Começaram a organizar “batalhas” não violentas entre gangues com um objetivo pacificador. As batalhas consistiam em uma competição artística.
       
      Afrika Bambaataa é o pseudônimo de Kevin Donovan (Bronx, Nova York, 19 de abril de 1957) é um DJ estado-unidense e líder da Zulu Nation, reconhecido como sendo o padrinho (Godfather) do Hip Hop por ter sido o primeiro a utilizar o termo “Hip Hop” para designar a cultura que se expandia nos bairros negros e latinos da cidade de Nova Iorque e que congregava DJ’s, MC’s, Writers (grafiteiros), B.Boys e B.Girls (dançarinos de Breaking).
       
      Anos 80, o Hip-Hop chegava nesta década um pouco desacreditado, por conta da sua imagem arranhada do passado. As brigas de gangues, a luta por território e a violência desenfreada para mostrar supremacia eram pontos negativos; muitos se referiam ao estilo como algo marginalizado. Mas a parceria entre os rappers do Run D.M.C e a banda de rock Aerosmith mostrou ao mundo que o ritmo é contagiante, ganhando assim visibilidade para o mercado fonográfico e novos adeptos ao HP.
       
      [Run DMC - Walk This Way]
       
      Mas não foi até 1979, quando o Sugarhill Gang lançou seu hit, 'Rapper's Delight, que os produtores de discos notaram esse gênero musical emergente. Uma vez que eles fizeram, numerosos atos de rap, incluindo Run-DMC e N.W.A., surgiram, e a audiência do rap começou a inchar. Não era apenas os rappers masculinos afro-americanos que entraram no ato, na década de 1980, bandas de rap brancas como Beastie Boys e bandas de rap femininas como Salt-n-Pepa estavam chegando ao topo das paradas.
       
      [The Sugarhill Gang - Rapper's Delight]
       
      As disciplinas respectivas de rapping e DJing continuaram a evoluir, levando à era dos anos 80 conhecida como a era dourada do hip-hop, em que artistas como Rakim empurraram os limites da forma de arte e ajudaram a fazer o rap em a onipresente entidade dominante que é hoje. Sugarhill era o hit do rap no inicio dos anos 80, porem com a chegada do Run-D.M.C. aumentou a antecipação da técnica e dureza urbana incondicional em 1983-84. Seu som e estilo logo assumiram o mundo do rap, fazendo a orientação da festa da velha escola e as influências do funk dos anos 70 parecessem desatualizadas. Quando comparado com os ritmos mais complexos e os esquemas de rima do rap moderno - ou mesmo o hip-hop que estava sendo produzido menos de dez anos após o "Ravi do Rapper" - o rap da velha escola pode soar datado e um pouco incontestável. No entanto, as melhores faixas da velha escola mantêm sua vivacidade como grande música de festa, independentemente da época, mantendo-se surpreendentemente bem considerando tudo o que aconteceu desde então.
       
      A decada de 80 foi realmente dominada por grupos, e três deles apresentaram as evoluções do MC e do Dj comparado aos anos 80, RUN-DMC, NWA, E Public Enemy. N.W.A foi retratado em seu filme, "Straight Outta Compton", sua sigla significa Negros com atitude, e era formada por:  Eazy E, Dr. Dre, Ice Cube, DJ Yella, MC Ren e Arabian Prince. Depois de cinco anos o grupo acabou com desavenças entre alguns de seus membros. O grupo retornou em 1999 e terminou em 2000.
       
      [TRAILER - STRAIGHT OUTTA COMPTON]
       
      RUN-DMC, também contava sobre sua realidade, mas era uma coisa mais leve que NWA, com um tom que veio da discoteca e ia para o Rap,  Jason "Jam-Master Jay" Mizell, Joseph "DJ Run" Simons e Darryl, este foi o grupo que fez a transição da disco para o Rap, o que deu muito certo e todo mundo curtia o grupo, tanto que eles entraram para o Hall of Fame do Rock 'n' Roll.
       
      [Run-DMC - It's Tricky]
       
      Public Enemy é um grupo de hip hop norte-americano composto por Chuck D, Flavor Flav, DJ Lord, formado em Long Island, Nova York, em 1982, Public Enemy é conhecida por suas letras politicamente carregadas e críticas da mídia americana, com um interesse ativo nas frustrações e preocupações da comunidade afro-americana. Seus quatro primeiros álbuns durante a década de 1980 e início de 1990 foram todas certificadas ouro ou platina e foram, de acordo com o crítico musical Robert Hilburn, "o corpo mais aclamados do trabalho sempre por um grupo de rap".
       
      Porém esta era, que muitos consideram a era de ouro do rap, não iria durar para sempre, e aos poucos ela foi se fundindo com o gangsta rap que  era o som subterrâneo, centrado na violência urbana, que era para se tornar um rap gangsta, existia na Costa Leste logo após que o Run-D.M.C inaugurou a nova escola do hip hop. A Scooly D da Filadélfia lançou a "Gangsta Boogie" em 1984 e "P.S.K. What Does It means?" / "Gucci Time" em 1985. A Costa Oeste, que se tornou o lar do gangsta rap, teve a influente Batteram mixtape de Toddy Tee em 1985, e Ice-T's "Six in the Morning" em 1986 antes dos primeiros registros da NWA, levando ao enorme sucesso Straight Outta Compton em 1988. Mas foi nos anos 90 em que ela atingiu seu ápice.
       
      O gangsta rap desenvolveu-se no final dos anos 80 na costa oeste dos Estados Unidos, em guetos da cidade de Los Angeles, em Compton, Watts, Crenshaw e Inglewood e ainda na Bay Area, em Oakland.
      A palavra gangsta é um derivativo de gangster, soletrando-a na pronúncia do Inglês vernáculo afro-americano. O gênero desenvolveu-se durante os anos 80. Um dos pioneiros do Gangsta Rap foi o rapper Ice-T com seus singles "Cold Wind Madness/The Coldest Rap" e "Body Rock/Killers", de 1983 e 1985, respectivamente. O Gangsta Rap foi popularizado por grupos como os N.W.A no final dos anos 80. As suas letras são violentas e normalmente tendem a criticar a sociedade e a mostrar ao mundo a injustiça desta, e a partir dessa crítica, abrir os olhos de quem não está nem aí para a dura realidade das ruas, mesmo que isso atinja diretamente o ouvinte. Geralmente, os autores têm problemas com a lei, alguns inclusive tem ou já estiveram envolvimento com gangues. MC's como Ice-T, Eazy-E, Tupac Shakur(Que só passou a ter problemas com a lei quando lançou o seu primeiro álbum,que continha letras contra a brutalidade da polícia) Snoop Dogg, X-Raided e entre outros, já passaram pelos tribunais por atividades relacionadas com o tráfico em geral, de armas, assassinatos, etc.
       
      [Cold Wind Madness - Ice-T]
       
      Mais tarde, em 1991, os N.W.A. acabaram por se separar depois de lançarem o seu novo álbum "Effil4Zaggin". Enquanto Eazy-E, MC Ren e DJ Yella ficaram na Ruthless Records, Dr. Dre fundou junto com Suge Knight, ex-segurança do grupo, a gravadora Death Row Records, que viria a ser a maior gravadora de Gangsta Rap da década de 90.
       
      Em 1992, Dr. Dre, lançou seu primeiro álbum solo, "The Chronic", um dos mais vendidos da história do rap. Alguns dos singles de Dr. Dre são até hoje considerados como ícones dos anos 90, como "Nuthin' But A G' Thang". O álbum também contou com a participação do então novato no rap Snoop Dogg, na supra-citada faixa e em várias outras. Snoop Dogg, com a ajuda de Dr. Dre, lançou seu primeiro disco, "Doggystyle", em 1993, o qual bateu inúmeros recordes e recebeu diversos prêmios.
       
      [Nuthin' But A G' Thang - Dr. Dre Ft. Snoop Dogg]
       
      Depois dos sucessos de "The Chronic" e de "Doggystyle", a Death Row lançou duas soundtracks em 1994 para mostrar vários dos seus artistas como Lady Of Rage, Sam Sneed, Nate Dogg, Young Soldierz e entre outros. Já em 1995 foi a vez dos Tha Dogg Pound lançarem o seu álbum também multi-platinado "Dogg Food"
       
      Em 1995, Tupac Shakur, rapper já com sucesso, integrou-se à gravadora e lançou em 1996 o multi-platinado "All Eyez On Me". Mais tarde nesse mesmo ano, e já depois da morte de Tupac Shakur, Snoop Dogg lança o seu segundo álbum "Tha Doggfather", uma semana depois do primeiro álbum póstumo de Tupac Shakur, o sucesso "The Don Killuminati: The 7 Day Theory" ser lançado. Apesar de ambos os álbuns terem sucesso, foi a partir do final de 1996 que a Death Row começou rapidamente a cair, não tendo jamais a mesma força no hip-hop como tinha tido até então, o que fez não só o Gangsta Rap ficar um pouco menos importante no mundo do hip-hop, como também fez todo o rap da costa oestecair rapidamente consigo, dando lugar a cidades como Atlanta, Nova Iorque e Nova Orleães como principal foco no mundo do hip-hop.
       
      [Changes - Tupac Ft. Talent]
       
      Entre 1993 e 1995 houve, no outro lado dos Estados Unidos, a renascença do rap da costa leste, que utilizava igualmente o Gangsta Rap. Os álbuns "Enter The Wu-Tang (36 Chambers)" de 1993, dos Wu-Tang Clan, "Illmatic" de 1994, de Nas e "Ready To Die" de 1994, de The Notorious B.I.G. foram os álbuns que mais se destacaram, mas "The Infamous" de 1995, dos Mobb Deep, "Do Or Die" de 1995, de AZ, "Lifestyle Ov Da Poor And Dangerous" de 1995, de Big L, "Enta Da Stage" de 1993, dos Black Moon e entre outros (todos eles de Gangsta Rap)
      não podem ser ignorados.
       
      [Nas - If I Ruled The World]
       
      O Gangsta Rap dos anos 90 foi marcado ainda por MC Eith, Warren G, Junior M.A.F.I.A., Spice 1, Coolio, Scarface, DMX, Eazy-E, Ice-T, DJ Quik, Fat Joe, Ice Cube, E-40, Nate Dogg, Jay-Z, MC Ren, Too $hort, Master P, Jeru The Damaja, Bone Thugs-N-Harmony, Mac Dre, Above The Law, Cypress Hill, Big Pun, Mack 10, Gang Starr e entre outros.
       
      Desde a saída dos principais nomes da Death Row, em meados da década de 90, o Gangsta Rap deixou de viver seus grandes dias e perdeu espaço na mídia, dando vez ao Pop Pimpin Rapi e o Rap Bling-Bling interpretado por artistas como Nelly e Mase, que preferem dar atenção a problemas pessoais, como dinheiro, mulheres, carros e drogas, do que a problemas sociais, que envolvem toda a comunidade periférica.
       
      Especialmente no início da década de 2000 o Gangsta Rap tinha ainda algum espaço dentro do mainstream, graças a rappers como Young Jeezy, Jay-Z, T.I, Cam'ron, DMX e especialmente a 50 Cent, ao seu grupo G-Unit e ainda graças ao ex-membro desse mesmo grupo, o rapper The Game, mas na segunda metade da década o Gangsta Rap esteve na sua pior fase de sempre, com quase nenhuma popularidade no mainstream.
       
      Nos anos 2000 é fato que o Gangsta rap, perdeu suas forças, principalmente com a morte de seus dois maiores ícones, 2Pac e Notorious BIG, que eram os dois maiores expoentes da epoca. Varios tentaram assumir a coroa apos a suas mortes, Nas, Jay-Z, 50 Cent, mas todos sabiam que o ritmo estava chegando ao seu final, outros rappers estavam surgindo com um segmento totalmente diferente, Outkast, Eminem, que era uma vibe que não combinava com o Gangsta rap, mas foi um produtor que rap de Chicago que realmente botou o fim no que conhecemos por Gangsta Rap, Kanye Omari West, ou simplesmente Kanye West mudou o mundo do rap, com uma pegada mais leve, e menos pesada.
       
      Apos ler um artigo foi facil entender porque o Kanye mudou completamente o mundo do rap, não só por sua pegada das musicas, mas o jeito em que ele promovia os albuns, vendia, e ele é o cara que mais se aperfeiçoou em ser um "Dj" e Mc ao mesmo tempo. Quando Graduation saiu, na mesma hora que o disco do 50 Cent, o Cent não teve jeito, sofreu a derrota na hora, pois Kanye naquela hora assumia a coroa do jogo, pois muita gente hipster que não curtia rap, adorava o que o West produzia, e fazia, para se ter uma ideia, o jeito de produção, Jesus Walks, antes mesmo de ser lançado no album ja era um fenomeno, e os 3 albums mais importantes do Kanye são exemplos de produção até hoje, (College Dropout, Graduation e My Beautiful Dark Twisted Fantasy) a trinca de ouro de Kanye e do mundo do rap como vemos agora. 
       
      [Jesus Walks - Kanye West]
       
      É inegavel que Kanye abriu um novo cenario para a cena do rap, e o sub-genero que surgiu, foi a trap music que é definida pelo seu conteúdo lírico sinistro, sombrio e arrojado, que varia amplamente de acordo com o artista. Os temas líricos típicos retratados incluem observações de dificuldades na "trap", na vida da rua, na pobreza, na violência e nas experiências difíceis que os artistas enfrentaram nos arredores da cidade urbana.
       
      A música de armadilha emprega um uso intenso de sintetizadores de camadas múltiplas e melódicas de camadas múltiplas; armadilhas rítmicas, sujas e rítmicas; 808 batidas de bateria; dual-time, triple-time e igualmente divididos hi-hats; e uma utilização cinematográfica e sinfônica de instrumentos de corda, latão, sopros e instrumentos de teclado criando uma atmosfera geral escura, áspera, sombria e sombria para o ouvinte. Essas características primárias passariam a ser o som de assinatura da música de armadilha originária do produtor Shawty Redd. Trap vem em diferentes tempos, variando de 100 BPM até 176 BPM, mas o tempo de uma típica trap beat é de cerca de 140 BPM. Artistas como Future e Travis Scott são exemplos de artistas que trabalham em ritmos variados.
       
      [Travis Scott - Antidote]
       
      Ao longo de 2011 e 2012, a música trap manteve uma forte presença nas principais classificações de música de Billboard com uma série de registros lançados por rappers, como Young Jeezy, Chief Keef e Future.  O único "Ballin" de Jeezy atingiu o número 57 nas paradas de Billboard e foi considerado uma das melhores faixas de Jeezy em algum tempo. O single do Future, "Turn on The Lights", foi certificado de ouro e entrou no número 50 no Billboard Hot 100 e "I Do not Like" da Keef e "Love Sosa" gerou mais de 30 milhões de visualizações no YouTube, gerando um novo subgênero dentro trap chamada drill. Os críticos de música chamaram o estilo de produção de drill o "primo sônico para o footer skittish, hip-hop do sul e o 808 trigger-finger of trap". Young Chop é freqüentemente identificado pelos críticos como o produtor mais característico do gênero. O som da música do produtor de armadilha Lex Luger é uma grande influência na drill, e Young Chop identificaram Shawty Redd, Drumma Boy e Zaytoven como importantes precursores do movimento da drill. "I Do not Like", criador inspirado de Chicago, produtor notável de hip hop e rapper Kanye West, para criar um remix da música, que foi incluído no álbum de compilação do album Cruel Summer da BOOD Music. Stelios Phili de GQ chamou de música de armadilha "o som do hip hop em 2012". 
       
      Uma vez que mantém uma forte presença nas principais cartas de música, a música de armadilha foi utilizada por artistas que não são hip hop. As canções de Beyoncé do cantor de R & B, "Drunk In Love", "Flawless" e "7/11", todas de seu álbum de 2013, Beyoncé, também continham influências de Trap. A cantora dance-pop americana Lady Gaga gravou uma música inspirada em trap intitulada "Jewels 'n Drugs" para seu álbum de 2013 Artpop, com rappers T.I., Too Short e Twista. A combinação de música pop e trap foi encontrada com respostas combinadas de críticos. Em setembro de 2013, a cantora pop americana Katy Perry lançou uma música intitulada "Dark Horse" com o rapper Juicy J, de seu álbum Prism de 2013, que incorporou sabores de Trap. 
       
      [Fetty Wap - Trap Queen]

      Em maio de 2015, a música da armadilha voltou a surgir no topo das gravações musicais, enquanto o single de sucesso da Fetty Wap, "Trap Queen", atingiu o número dois na tabela US Billboard Hot 100. Os singles subseqüentes de Fetty Wap, "My Way" e "679", também chegaram ao top 20 do Billboard Hot 100, tornando-o o primeiro rapper masculino a ter três músicas no top 20, desde Eminem em 2013. O descontentador do Brooklyn, Desiigner, ganhou o maior reconhecimento em 2016 após o lançamento de "Panda" como seu single de mixtape de estréia que encabeçou o quadro Billboard Hot 100 dos EUA. O sucesso comercial das músicas da armadilha também começou a ser assistido por memes da Internet, como foi o caso da Rae Sremmurd e dos "Black Beatles" de Gucci Mane, que alcançaram o número um no quadro da Billboard Hot 100 depois da exposição através do fenômeno da Internet do "Mannequin Challenge". Da mesma forma, em 2017, a colaboração entre Migos e Lil Uzi Vert "Bad and Boujee", com as letras "Raindrop (Drip), Drop Top (Drop Top)", atingiu o número um após a exposição do Internet. A Rapper Cardi B tornou-se extremamente popular com a música "Bodak Yellow", que foi para o número 1 no Billboard Hot 100 em 2017. Em 2015, surgiu um novo movimento de música de armadilha denominado "Armpe Latin". Também conhecida como armadilha em língua espanhola, armadilha latina semelhante à armadilha convencional que detalha "a rua", ou as ruas - excitação, sexo e drogas ". Artistas proeminentes da armadilha latina incluem Fuego, Anuel AA e Bad Bunny. Em julho de 2017, The Fader escreveu: "Rappers e reggaetoneros de Porto Rico para a Colômbia levaram elementos de armadilha - as baixas das baixas, os 808 nervosos e os olhos - a metade da imagem fechada - e os infundiram em banger após o banger". Em um artigo de agosto de 2017 para a série da Billboard, "A Breve História", eles recrutaram alguns dos principais artistas da armadilha latina - incluindo Ozuna, De La Ghetto, Bad Bunny, Farruko e Messias - para narrar uma breve história sobre o gênero. [39] [40] Elias Leight of Rolling Stone observou que "[Jorge] Fonseca apresentou artistas porto-riquenhos como Anuel AA, Bryant Myers e Noriel na compilação Trap Capos: Season 1, que se tornou o primeiro LP" Trap Cap "para alcançar o número um em Billboard's Latin Rhythm Albums gráfico".  Uma versão remixada do hit single" Bodak Yellow "do Cardi B (que atingiu o número um no quadro Billboard Hot 100 dos EUA), apelidado de" Latin Trap Remix ", foi lançado oficialmente em 18 de agosto de 2017 e recursos Cardi B que bate na língua espanhola com o músico do hip hop dominicano Messias contribuindo com um verso convidado. Em novembro de 2017, Rolling Stone escreveu que "um som latente de armadilha latina está respondendo a desenvolvimentos mais recentes no rap dos americanos.
       
      [Cardi B - Bodak Yellow]
       
      Mesmo com o cenário Trap cada vez mais forte, quem domina a cena atualmente é um cara que não tem muita relação com este segmento, Kendrick Lamar, ele faz algo único e inusitado em cada álbum que solta e agrada a todos que escutam seu som, tanto que David Bowie, ouvia constantemente To Pimp a Buterfly para a produção de seu álbum, que era um álbum que era um som com um tom mais para o Jazz, que para muitos é considerado o álbum da década, e isto no meio da decada, até mesmo as musicas descartadas por ele que não entraram no álbum, em que ele soltou uma coletânea, virou hit, como ele diz, "My left stroke just went viral", my left stroke é uma jogada belíssima do golf com a mão trocada, ou seja usando a ruim, com isso ele disse, que até o q ele descarta é de outro mundo, basicamente ele afirma, ele é o GOAT do momento, e quiça da historia, enfim, com inúmeros elementos em seus trabalhos, em que ele faz musica de consciência, musica para Radio, videoclipes revolucionários, ou seja, ele pegou todos os elementos que foram muito bons no passado e insere em seu arsenal para afirmar para todos que não tem como qualquer rapper no momento chegar em seus pé, portanto, Lil' Bitch Be Humble.
       
      [Kendrick Lamar - Humble]
       
      Brasil
       
      O nome HIP HOP surgiu no Brasil na década de 80. Ainda não existiam movimentos que retratavam exatamente o fundamento, o significado na íntegra desta cultura, porque todo aquele povo da época (a grande maioria) desconhecia este nome HIP HOP. O que na época foi propagado e muito na mídia, era a febre chamada BREAK DANCE.
       
      Para se ter uma ideia, pessoas na epoca da MPB, ja faziam esse esquema de rima, porém o nome Hip-Hop ainda nem tinha surgido
       
      [Jair Rodrigues - Deixa Isso Pra Lá]
       
       A estação do metrô São Bento foi um dos principais lugares em que o movimento teve início, com grupos de periferia que se reuniam trazidos pelas mãos das equipes que faziam os bailes soul, discos e revistas.
       
      Houve uma época em que as pessoas não aceitavam o rap, pois o consideravam violento e tipicamente de periferia. Mas, antes mesmo do ritmo chegar ao Brasil, algumas canções no estilo já haviam sido lançadas: “Deixa Isso Pra Lá” (1964) de Jair Rodrigues e “Melô do Tagarela” (1979) de Arnaud Rodrigues e Luís Carlos Miele. Porém, outros como Rappin Hood, apontam que os repentistas nordestinos seriam os precursores do estilo no país, misturando a rima com o som da viola, sanfona e pandeiro.
       
      A voz que nasce na rua ganha força e, na década de 1990, as rádios e a indústria fonográfica começam a dar mais atenção ao estilo. Assim o som foi conquistando seu espaço na grande mídia e sendo menos discriminado. Os primeiros rappers a fazerem sucesso foram Thayde e DJ Hum. Em seguida, começam a surgir novas caras no rap nacional, entre elas estão os Racionais MCs, Pavilhão 9, Detentos do Rap, Câmbio Negro, Xis & Dentinho, Planet Hemp e Gabriel O Pensador.
       
      [Racionais MCs - Jesus Chorou]
       
      O “maestro do Canão” – referência à favela em que morava – entrou para a história como músico e ator. Considerado uma lenda no movimento Hip Hop, Sabotage começou a carreira em 1988, quando se inscreveu em concursos de rap. Num deles, no salão Zimbabwe, conheceu Mano Brown e Ice Blue, ambos do Racionais MC’s, que se impressionaram com a performance de palco dele. Mas foi com o grupo RZO (Rapaziada Zona Oeste) que Sabotage viu seu trabalho repercutir no rap nacional.
       
      [Sabotage - Mun'rá]
       
      Na sequência, gravou o primeiro e único disco solo, intitulado “Rap é Compromisso”, gravado pelo selo Cosa Nostra, o mesmo que lançou o disco “Sobrevivendo no Inferno”, dos Racionais MC’s.
       
      O cenário do rap a cada dia toma mais força e forma musical, mostrando que veio pra ficar. As composições misturam o hip hop com outros gêneros musicais tais como o acid jazz, o raggamufin (mistura com o reggae), o dance rap, o movimento manguebeat (mistura com ritmos regionais nordestinos) e o samba.
       
      As rodas de rimas foram surgindo pelos bairros e tomando conta do cenário, e vêm lançando vários nomes no mercado musical do rap. Entre elas está a tradicional Batalha do Real, primeiro duelo de rimas criado do Brasil. Surgida na Lapa há dez anos, a festa de freestyle é vista como um pilar da cultura hip hop na cidade.
       
      Muitos artistas hoje notáveis passaram pelos microfones da festa quando ainda estavam começando no jogo do rap, entre eles MC Marechal, Maomé – vocalista da Cone Crew Diretoria– e Akira Presidente, que foi o primeiro campeão na Batalha do Real. Os duelos são a porta de entrada de novos talentos no ritmo. O MC testa suas rimas e é avaliado pelo público. Os duelos ajudam os jovens a afirmarem o talento, o carisma e a fazerem o próprio nome na cena rap.
       
      [Batalha de Rima do Emicida]
       
      É letra, musica e poesia, força, luta, sonhos e um quê de rebeldia expressos em melodia. A liberdade de expressão toma forma de canto. Rimando, as historias vão se cruzando e assim o rap deixa sua marca. Seu objetivo é ficar, para fazer e cantar história, rompendo as barreiras do preconceito. Vivência, amor, conflitos, desigualdade social, discriminação e exclusão são temas que inspiram para criar rimas, tornando-se ritmo e poesia, nos palcos, nas rodas de rap e pelas ruas. Sem perder sua essência, o ritmo continua sendo uma inspiração para muitos jovens com suas letras, batidas e expressão corporal.
       
      “A cena como um todo cresceu. Os nomes do Rio de Janeiro, de São Paulo e do Distrito Federal estão sendo conhecidos. Os próprios núcleos do rap estão mais abertos para receber outros tipos de rap”, analisa o cantor Filipe Ret, um dos artistas da nova geração brasileira.

      A disseminação do ritmo aconteceu principalmente por conta da internet, que fez com que o rap atingisse novos nichos. “A internet possibilitou a união de vários fatores. Os artistas começaram a criar mais, a conversar entre si, além de ter surgido um novo público, mais jovem e com força na web. Foi uma expansão”, analisa Ret. Felp22, um dos integrantes do duo Cacife Clandestino, concorda. 

      “A galera mais jovem e a internet estão ajudando muito. Há uma abertura de mente em relação ao rap. Fora que os jovens têm aquela parada da rebeldia do rap, que é muito forte e causa identificação”, comenta o rapper.
       
      Tanto que no ano de 2017 os rappers que mais ganharam destaque foram os rappers do Nordeste e os do interior, Nill, Baco, Coruja, Diomendes e varios outros chamaram a atenção e deixaram varios incomodados com suas presenças, né não Costa Gold
       
      [Sulicidio - Baco Exu Do Blues]
       
      RAP FEMININO
       
      Cabelos penteados, bonés coloridos, maquiagens, vestidos, salto alto ou sneakers. Suingue, afinação, flow, rimas pesadas e dispostas a militar. São essas as características das mulheres que fazem parte da cultura hip hop brasileira atualmente. Se antes apenas os homens tinham espaço no rap, hoje muitas mulheres se aventuram por esse universo.
       
      [Queen Latifah - U.N.I.T.Y]
       
      “De um tempo pra cá tudo mudou, principalmente as pessoas que escutam. Hoje em dia o rap é mais leve, musical e trata de temas generalizados, não apenas da realidade dura do povo sofrido da favela. Isso trouxe uma evolução muito grande para a cena”, comenta Barbara Sweet, 28 anos, natural de Belo Horizonte. Ela, que se apaixonou pelo hip hop na adolescência, começou a fazer rap com 15 anos apenas por diversão.
       
      Flora Matos, Karol Concá, Lurdez da Luz, Carol de Souza. Esses são os nomes que se destacam no cenário nacional. Muitas meninas apostaram na carreira musical após ver Dina Di [que morreu em 2010] cantar. Antes as mulheres se vestiam como homem, com calças e blusas largas. A ideia era não se mostrar em um ambiente exclusivamente masculino, mas chamar atenção por rimar bem. “Hoje em dia temos mais espaço para sermos mulher dentro do hip hop. Deixou aquela coisa de ser um homem feminino”, diz Sweet.
       
      [Rimas & Melodias] - Elza
       
      Geralmente o conteúdo das letras desenvolvidas pelos homens é diferente do das músicas feitas por elas. As mulheres costumam tratar de assuntos mais próximos do universo feminino, como amor e festas com as amigas. Mas também têm aquelas que falam sobre política e protestos sociais. “Eu gosto de evidenciar a luta feminista de resistência. Minhas composições têm uma posição bem anarquista”, afirma Issa Paz, 22 anos, integrante do grupo Rimologia.
       
      O exercício da leitura é fundamental para a rapper paulista na hora de produzir suas canções. “Sempre leio algo que possa me acrescentar. Gosto de filosofia política e do segmento de Nietzsche e Schopenhauer. Por exemplo, “Magia negra” foi escrita depois de ler um romance sobre bruxaria, já “Pangeia” é baseada em um livro que era uma instrução para um golpe de estado”, conta. Issa conheceu o rap fazendo pesquisas sobre poesia, seu gênero literário favorito.
       
      Espaço e preconceito – Desde que a cultura hip hop se iniciou no Brasil, nos anos 1980, as mulheres sempre lutaram para conquistar seu espaço na cena. Hoje em dia elas afirmam não sofrer tanta repressão igual a antigamente, mas sentem uma segregação no cenário musical. “Existe muito separatismo, mas não tem que encarar isso como dificuldade e sim como parte da missão de romper barreiras e mostrar que a música não faz distinção de sexo, cor ou nação”, declara a rapper Brisa Flow, 29 anos.
       
      Atualmente os shows e duelos são exclusivos de mulheres. Segundo Issa Paz, é muito raro ver festivais mistos, ou em que as MC’s estejam em número maior ou igual. Em São Paulo, poucas garotas duelam freestyle contra homens. “Se a gente começar a crescer e ocupar as [batalhas] que já existem, seria muito legal ter um duelo do conhecimento com temas do universo feminino. Aí sim acho que valeria a pena um evento exclusivo. Com certeza seria divertido para nós”, comenta Brisa Flow.
       
      Além de ser uma cena segmentada, as rappers ainda têm de lutar contra o preconceito presente no movimento. “Existe um machismo muito forte, que é da sociedade, mas no rap ele está bem enraizado, porque as músicas desde o começo sempre foram bem sexistas”, destaca Issa. Para ela, há uma dificuldade por parte dos homens do movimento em entender que mesmo aceitando as mulheres no hip hop, suas letras as oprimem.
       
      Até mesmo como os homens colocavam as mulheres em suas letras mudaram.
       
      Por muito tempo o rap, apesar de sua importante contribuição em outras causas sociais, exibia uma enorme misoginia dos seus representantes e ouvintes de forma muito direta. Outros gêneros músicas já tiveram, ou ainda tem, essa característica, mas, felizmente, ao menos no rap, isso vem mudando.
       
      Não é preciso ser fã do gênero para conhecer alguns dos nomes mais proeminentes, entre eles Mano Brown, membro dos Racionais MC’s, e Jay-Z, um dos maiores vencedores da História do Grammy Awards. Os dois artistas possuem em comum uma longa carreira, e ambos se mantêm relevante na cultura hip-hop desde o início de suas trajetórias na música até hoje. Além disso, a maneira como as mulheres aparecem nas letras de cada um evoluiu de forma notável desde os anos 90.
       
      No ano de 1999, Jay-Z lançaria “Big Pimpin”, em colaboração com o grupo UGK, que se tornou um grande exemplo de objetificação da mulher na música. Na faixa, o artista se orgulhava de um estilo de vida em que, após o sexo, abandonava as mulheres por não precisar delas. Pouco tempo depois, em 2002, os Racionais MC’s lançavam em solo brasileiro “Estilo Cachorro”, com temática similar. Além de reproduzir a tese de que as mulheres seriam, em geral, apenas serem ingratos movidos por dinheiro. 
       
      [Estilo Cachorro - Racionais MC's]
       
      Com o tempo, a música deixaria de ser tocada nos shows do grupo, e em 2016 Mano Brown lançou seu álbum solo “Boogie Naipe”, com influências de funk e soul que possui um eu-lírico muito mais vulnerável, que sofre de amor e retrata mulheres empoderadas, como na faixa “Mulher elétrica”. Já em 2017, foi lançado para todo o mundo o álbum 4:44 de Jay-Z. Focado na família, o artista defende o direito de sua mãe lésbica de viver o amor livremente, elogia o talento da esposa Beyoncé e pede desculpas pelas traições e comportamento nocivo não só no seu casamento, mas em seus relacionamentos anteriores, como no trecho:
       
      “Eu peço perdão a todas as mulheres com quem eu brinquei com as emoções,
       porque eu não tinha sentimentos”
       
      Ambos os artistas já haviam deixado de inferiorizar mulheres em suas letras com o passar dos anos, mas seus recentes álbuns e atitudes demonstram uma postura mais ativa. O estadunidense fala abertamente que se arrepende de letras antigas com esse conteúdo, além de refletir em suas letras sobre a masculinidade tóxica que ensina homens a desligarem suas emoções. O brasileiro faz parecido, em entrevista à Trip TV afirmou que o machismo que ele acredita ainda ter é resultado de uma inserção em uma cultura machista:
       
      A representatividade feminina no rap vem crescendo, tanto no brasileiro quanto no norte-americano, duas das cinco músicas indicadas a música de rap do ano no grammy deste ano são de artistas femininas solo, uma delas alcançou o topo da parada de vendas americanas, marca que uma rapper não alcançava desde 1998. Porém, o agora gênero mais ouvido do mundo, ainda é dominado por homens, e é necessário que mais deles tomem o exemplo de Jay-Z e Mano Brown, para o bem do rap, da cultura hip hop e de suas próprias carreiras.
       
       
       
      Ano Passado o Rap atingiu algo que antes parecia bem improvavel que isto ocorreria, ele se tornou o estilo musical mais ouvido nos EUA, algo grandioso para este estilo musicial que era visto como uma maneira dos negros falar sobre o racismo, e ele chegar a este ponto, é uma marca incrivel, mostrando o poder que ele atingiu no cenario atual
       

      Hip-hop is the streets. Hip-hop is a couple of elements that it comes from back in the days... that feel of music with urgency that speaks to you. It speaks to your livelihood and it's not compromised. It's blunt. It's raw, straight off the street - from the beat to the voice to the words.
    • Artigos Musicais - Kanye West
      Por Gui The King
      O Gênio Incompreendido?

       
      Ficha
      Nome: Kanye Omari West
      Data de Nascimento: 8 de Junho de 1977
      Origem: Atlanta, Georgia, Estados Unidos
      Cônjuge: Kim Kardashian
      Filhos: North West, Saint West
      Apelidos: Mr. West, K. Rock, Omari
      Gêneros: Rap, Hip-Hop
      Gravadoras: G.O.O.D Music, Roc-A-Fella, Def Jam
       
      Biografia
       
      West nasceu em Atlanta, porém não viveu por muito tempo lá, devido ao divorcio de seus pais com seus 3 anos de idade, Kanye mudou-se para Chicago, Illinois. Seu pai era um ex-membro dos Panteras Negras, que era um movimento politico voltado a comunidade negra. Sua mãe era professora de inglês na Clark Atlanta University e depois se transferiu para a Chicago State University, Kanye frequentou a Polaris High School enquanto criança. Kanye ainda morou na China, por volta de seus 10 anos de idade, apesar de ter esquecido quase tudo que aprendeu da língua West lembra que só tirava A's e B's enquanto frequentava, mesmo sendo o único estrangeiro lá. 
       
      West adquiriu um gosto pelas artes no seu desenvolvimento, aos 5 anos de idade ela já fazia poesia, e seu amor pelo Hip-Hop começou quando ele estava na 3ª série, e na 7ª série já estava fazendo composições musicais, com 13 anos ele já havia feito algumas canções e pedia para sua mãe para pagar um tempo para ele ir para algum estudio, no inicio ela ficou relutante, mas no fim ela aceitou a decisão do jovem. A mãe dele é a figura mais impactante na vida do Kanye sem sombra de dúvida. Depois de se graduar do colégio ele recebeu uma bolsa para a Academia Americana de Arte de Chicago em 1997 e começou a fazer aulas de pintura, mas pouco depois foi transferido para a Universidade Estadual de Chicago para estudar inglês. Ele logo percebeu que seu horário de aula era prejudicial ao seu trabalho musical, e às 20 anos ele abandonou a faculdade para perseguir seus sonhos musicais.
       
      Kanye começou a produzir sob a tutela de seu mentor, o produtor No I.D., que na época produzia para artistas como Common. Foi ele que, inicialmente, encorajou West a samplear hits antigos de soul. Suas primeiras produções profissionais, em 1996, foram para Down to Earth, álbum de estreia do rapper Grav, de Chicago. West produziu oito faixas para o álbum. Embora o álbum não tenha atraído muita atenção e fosse o único a ser lançado por Grav, West logo passou a produzir para artistas de maior calibre. Kanye também lançou mixtapes, sendo Freshmen Adjustment a mais conhecida. Em 1998-99 ele produziu para artistas bastante conhecidos nos EUA como Jermaine Dupri, Foxy Brown, Goodie Mob e o grupo Harlem World.
       
      A grande oportunidade de Kanye veio em 2000, quando passou a produzir para artistas da Roc-A-Fella Records. Ele produziu a música "This Can't Be Life" de Jay-Z, positivamente recebida por críticos, do álbum The Dynasty: Roc La Familia. West depois afirmou que para criar a batida de "This Can't Be Life", ele acelerou a percussão da música "Xxplosive" de Dr. Dre.
      [Instrumental de This Can't Be Life]
       
      Com o sucesso que fez na Roc-A-Fella principalmente nos albuns do Jay-Z, K-Rock começou a chamar mais atenção no mundo do Hip-Hop. E vários outros artistas queriam gravar com ele, porém seu sonho era se tornar um rapper, ele não queria ser mais um produtor, e no inicio Jay-z era contra a isto, achava que Kanye devia ser só um produtor e que seus albuns não venderiam, mas o Hova tava errado, o album foi um sucesso. The College Dropout foi o 1º album do Kanye, e o disco foi 3x certificado platina e teve singles enormes como Jesus Walks, e Spaceship. Podemos dizer que este album deu por fim o gangsta rap, e abriu portas para um novo estilo de rap.
       
      Seguindo um caminho mais eclético, Kanye colaborou com o compositor cinematográfico americano Jon Brion para construir seu segundo álbum, Late Registration. Assim como seu predecessor, o álbum obteve respostas positivas universais de críticos. Late Registration foi primeiro em incontáveis pesquisas de crítica e foi considerado melhor álbum do ano por várias publicações. A edição norte-americana da revista Rolling Stone premiou o álbum com a posição mais alta na sua lista de álbuns de fim de ano e o elogiou como um "clássico extremamente generoso e absurdamente virtuoso". Late Registration foi também um sucesso comercial, vendendo mais de 860 mil cópias na sua primeira semana de vendas e chegando ao topo da Billboard 200. Com 2,3 milhões de unidades vendidas somente nos Estados Unidos ao fim do ano, Late Registration foi considerado o único álbum de grande sucesso, quando do lançamento, da primavera de 2005, temporada marcada por vendas decrescentes de CDs. O álbum foi indicado a oito prêmios Grammy, incluindo Álbum do Ano e Música do Ano por "Gold Digger". O álbum foi certificado tripla platina.
       
      2005 o especial da MTV All Eyes on Kanye West foi emitido. Neste, Kanye se posicionou contra a homofobia no hip-hop, afirmando que hip-hop sempre se tratou de "falar o que está na sua mente e quebrar barreiras, mas todos no hip-hop discriminam os gays". Ele então refletiu sobre uma experiência pessoal. West afirmou que foi um "ponto decisivo" quando percebeu que um de seus primos era gay. Sobre a experiência, ele disse: "Este é meu primo. Eu o amo e eu estive discriminando os gays." Ele traçou uma comparação entre a luta de Afro-Americanos por direitos civis e os atuais movimentos de direito dos gays. No ano seguinte, em uma entrevista para a revista norte-americana Entertainment Weekly, West expandiu sobre suas experiências com e sua opinião sobre a relação entre as comunidades negras e gays. Em Setembro de 2005, West anunciou que lançaria a sua linha de roupas, Pastelle Clothing, no outono de 2006: "Agora que tenho um Grammy no bolso e Late Registration está acabado, estou pronto para lançar minha linha de roupas na próxima primavera. No mesmo ano, West produziu os singles "Go" para Common e "Dreams" para The Game.
       
      Em 2007, foi anunciado que West estrelaria uma série televisiva dirigida por Larry Charles. Ele tem trabalhou no episódio piloto nos durante dois anos com Larry Charles e Rick Rubin. Ele também disse em 14 de Janeiro: "Eu não faria algo tão clichê como um reality show. Pelo menos me dê o crédito por ser mais criativo que isso. É uma comédia situacional de meia hora. É fictícia e vagamente baseada na minha vida." West também colaborou com o grupo japonês de hip-hop Teriyaki Boyz para produzir o single "I Still Love H.E.R.", uma referência ao single de 1994 "I Used To Love H.E.R.", de Common. Além disso, durante uma aparição no rádio no início de 2007, West, como muitos de seus colegas, gravou um freestyle improvisado à popular música "Throw Some D's". A música, que para todos os outros rappers era sobre aros automobilísticos, foi usada por West para fazer uma referência cômica a seios. Por conta do sucesso inesperado da música, West fez um vídeo para o freestyle, no qual ele interpreta um primo velho.
      [Música I Still Love H.E.R]
       
      West também contribuiu em uma nova música chamada "Classic (Better Than I've Ever Been)". Acreditava-se que fosse um single para Graduation, já que ele estava na música, porém a empresa Nike logo explicou que a música havia sido gravada para o aniversário do tênis Nike Air Force 1. A música deveria ser apenas uma faixa exclusiva da companhia.
      Em 25 de março de 2007, Kanye e seu pai Ray West apoiaram o Dia Mundial da Água em uma caminhada. Após um hiato de dois anos, West retornou como colunista de moda na revista Complex. Em 7 de julho de 2007, West realizou uma performance com o The Police e John Mayer em Nova Iorque, para o concerto mundial Live Earth. West foi apresentador da edição de 17 de Agosto do The Friday Night PROIBIDO, show televisivo britânico de comédia e variedades.
       
      Em julho de 2007, West mudou a data de lançamento de Graduation, seu terceiro álbum, de 18 de setembro de 2007 para a mesma data de lançamento do álbum Curtis, de 50 Cent, em 11 de setembro de 2007. 50 Cent então afirmou que se Graduation vendesse mais cópias que Curtis, ele iria parar de fazer álbuns solo. Contudo, 50 Cent depois negou o comentário. O álbum foi certificado dupla platina. Artistas convidados incluem T-Pain, Mos Def e Lil Wayne.
       
      Em 26 de agosto de 2007, West apareceu como ele mesmo no show televisivo Entourage da HBO, o qual ele utilizou como plataforma para estrear seu novo single "Good Life" durante os créditos finais. Em 9 de Setembro de 2007, Kanye realizou uma performance no MTV Video Music Awards de 2007, perdendo em todas as categorias em que foi indicado; em seguida, ele discursou furiosamente.
      Após a situação da MTV, West foi indicado em oito categorias diferentes para a quinquagésima edição dos Grammys. Ele ganhou em quatro delas, incluindo Melhor Álbum de Rap para Graduation e Melhor Performance Solo de Rap para "Stronger" de Graduation. Durante a cerimônia televisionada de quatro horas de duração, West cantou duas músicas: "Stronger" (com Daft Punk) e "Hey Mama" (em reverência à sua mãe recentemente falecida).
       
      Em 7 de setembro, West debutou a nova música "Love Lockdown" no MTV Video Music Awards de 2008. "Love Lockdown" não contém rap, somente partes cantadas que utilizam a ferramenta auto-tune. A música aparece no quarto álbum de estúdio de Kanye, 808s & Heartbreak. Era esperado que o novo álbum fosse lançado em 16 de Dezembro de 2008, porém West anunciou em seu blog, em 24 de Setembro de 2008, que ele já havia acabado o álbum e que o lançaria em meados de Novembro, mais cedo do que o anteriormente planejado. No início de Outubro, West fez uma aparição surpresa em um concerto do rapper T.I. em Los Angeles, onde ele afirmou que 808s & Heartbreak estava agendado para lançamento em 25 de novembro, embora tenha sido lançado, na realidade, em 24 de Novembro, além de afirmar que o segundo single do álbum era "Heartless". O álbum foi outro número um para West, mesmo que na primeira semana o número de vendas tenha sido menor que o de Graduation, com 450 145 unidades vendidas.
       
      Junto com Alicia Keys, Rihanna, Taylor Swift, Leona Lewis e outros, West cantou na cerimônia do American Music Awards em 23 de novembro. Na mesma noite, ganhou dois prêmios AMA incluindo Álbum Favorito de Rap/Hip-Hop por Graduation e Artista Masculino Favorito de Rap/Hip-Hop. West realizou uma performance na Democratic National Convention em Denver em agosto de 2008, juntamente com Wyclef Jean e N.E.R.D., em apoio a Barack Obama. Em 20 de janeiro de 2009, Kanye West cantou no Youth Inaugural Ball, apresentado pela MTV, para a inauguração da presidência de Barack Obama.
       
      West passou a primeira metade de 2010 em Honolulu, no Havaí, trabalhando no seu novo álbum com o título provisório "Good Ass Job", depois confirmado como My Beautiful Dark Twisted Fantasy, lançado em 16 de novembro de 2010. West já havia discutido este quarto álbum antes de 808s & Heartbreak. Ele citou Maya Angelou, Gil-Scott Heron e Nina Simone como inspirações musicais para o álbum. A produção externa venho de RZA e Q-Tip, e outros envolvidos na produção do álbum, incluindo Pete Rock e DJ Premier. Conta-se que West fez com que Justin Vernon viesse de avião para o seu estúdio em Oahu, após aparentemente mostrar interesse em samplear uma das músicas de Bon Iver.
       
      Em 12 de setembro de 2010, Kanye cantou uma nova música, "Runaway", com participação do rapper Pusha T, no MTV Video Music Awards. A música, single do próximo álbum de West, foi posteriormente liberada para download através do iTunes. Pouco depois da performance, Kanye revelou estar trabalhando em um filme curto de 40 minutos baseado na música. Também afirmou que o filme foi influenciado pelo gênero noir cinematográfico e é sobre uma fênix caída por quem ele se apaixona.
       
      No final de julho, West criou uma conta no Twitter, embora tenha afirmado anteriormente que não faria uso da rede social. Através de seu twitter, West criou um movimento chamado GOOD Fridays, onde prometeu lançar uma nova música para download grátis, a cada sexta-feira, até o Natal. A primeira música, o remix oficial de "Power", com participação de Jay-Z e Swizz Beatz, foi liberada em 13 de agosto de 2010. Foram liberadas quinze músicas.
       
      Uma semana depois de estrear seu novo single "Otis", Jay-Z e Kanye West se uniram para formar um grupo chamado The Throne e anunciar sua nova turnê intitulada Watch the Throne Tour, dando início em Setembro 22, em Detroit. No dia 8 de agosto, os bilhetes para a turnê, foram disponibilizados nos sites "Ticketmaster.com" e "LiveNation.com". Fãs que compraram os ingressos pela internet receberam uma cópia digital do álbum.
      Watch The Throne foi disponibilizado para venda dia 8 de agosto de 2011 e recebeu criticas variadas, a maior parte positivas.
      [Musica Otis]
       
      Em 13 de setembro de 2012, Kanye West lançou junto com sua gravadora GOOD Music, um álbum de compilação intitulado Cruel Summer. O álbum contém 12 faixas, todas elas com participações dos membros da gravadora, e também de outros artistas. Kid Cudi que na época era um dos principais membros da GOOD Music, aparece em apenas uma música, chamada "Creepers". O álbum contém quatro singles, todos eles entraram na Billboard 200.
       
      Em fevereiro de 2013 após um concerto em Paris, Kanye revelou que estava trabalhando em um novo disco de faixa inéditas e que "estaria de volta num espaço de alguns meses". Mais tarde, foi revelado que o músico teria se mudado para a cidade francesa Paris para trabalhar no novo álbum. Thomas Bangalter do duo Daft Punk, que produziu duas das canções, avaliou o processo como sendo "muito cru".
       
      Kanye iniciou a promoção ao revelar uma música nunca antes lançada intitulada "New Slaves" através de projeções de vídeo em sessenta e seis locais variados. No dia seguinte, o cantor fez uma participação no programa Saturday Night Live e interpretou ao vivo o tema, e ainda, outra faixa inédita intitulada "Black Skinhead", ambas com participações vocais ao vivo do cantor de R&B Charlie Wilson. Mais tarde, foi revelado na sua página oficial o título do álbum e a respectiva capa. A loja digital iTunes disponibilizou Yeezus para pré-venda dia 20 de Maio, listando catorze faixas sem título; contudo, foi removido logo em seguida. Ainda durante o mês, Jean Touitou, fundador da marca francesa A.P.C., revelou que iria existir uma campanha promocional para a edição do disco. Num comercial para esse efeito, era possível ler-se "sem pré-compras, compre por favor". Numa festa de divulgação do trabalho, West revelou que o disco iria conter dez faixas. O álbum intitulado Yeezus foi lançado dia 18 de junho de 2013. O titulo do álbum é um trocadilho, é a mistura do nome Yeezy (apelido de Kanye West), com o nome Jesus (o messias do cristianismo). Alem do polêmico nome, o álbum também contém uma polêmica faixa, intitulada "I Am God" onde Kanye se descreve como um deus.
       
      Em novembro de 2013, Kanye West começou a trabalhar na criação de seu sétimo disco. O trabalho recebeu inicialmente o nome So Help Me God e tinha lançamento previsto para 2014. Essa versão inicial do álbum nunca se materializou, mas várias das faixas foram posteriormente lançadas como singles independentes ou gravadas por outros artistas, entre elas "God Level" (divulgada num promo da Adidas para a Copa do Mundo de 2014), "All Day", "Only One", "FourFiveSeconds", "Tell Your Friends" (concedida a The Weeknd) e "3500" (concedida a Travis Scott). Em fevereiro de 2015, as únicas canções conhecidas que pareciam ter permanecido nos plano de Kanye eram "Famous" (antes chamada "Nina Chop") e "Wolves", com a qual, no dia 15 daquele mês, Kanye se apresentou no Saturday Night Live em conjunto com Vic Mensa e Sia.
      [God Level]
       
      Em maio de 2015, West renomeou o disco para SWISH, esclarecendo que o título do trabalho ainda poderia ser modificado. Em 26 de janeiro de 2016, Kanye postou em sua conta no Twitter a então lista de faixas final juntamente com uma nova mudança no título do álbum, que passou ser Waves. Em 4 de fevereiro,o artista, em entrevista na rádio Big Boy's Neighborhood, confessou que ainda não havia decidido o título definitivo. Em 9 de fevereiro, West revelou, num tweet, uma nova troca, cujo a sigla era T.L.O.P., oferecendo bilhetes gratuitos de entrada no próximo evento Yeezy Season e um par da coleção Adidas Yeezy a quem adivinhasse o significado da sigla. No dia seguinte, o nome The Life of Pablo foi divulgado, também via Twitter. Kanye compartilhou a capa do disco na mesma rede social em 11 de fevereiro. Em 14 de Fevereiro de 2016, Kanye West finalmente lançou seu sétimo álbum de estúdio, chamado The Life Of Pablo. O álbum foi lançado com dezoito faixas, mas sofreu duas atualização, tendo sua versão final, com vinte faixas.
      O álbum contém uma polêmica faixa chamada "Famous" com participação de Rihanna. A polêmica está no verso de Kanye, em que ele diz que ainda quer fazer sexo com a cantora Taylor Swift. A polêmica aumentou, quando West lançou o clipe da música, que contém bonecos de artistas pelados, deitados em uma cama. Entre os artistas estão: O cantor Ray J, o milionário Donald Trump e a cantora Taylor Swift.
      Em 25 de Agosto de 2016, Kanye iniciou a sua turnê mundial, a Saint Pablo Tour. Na passagem da turnê em Paris, a mulher de Kanye West sofreu um assalto violento no quarto de um hotel. O assalto causou trauma na família de Kanye, e a turnê sofreu uma pausa por tempo indeterminado. Essa foi a ultima grande confusão entre Kanye e Jay-Z
       
      Filantropia
      West criou a "Kanye West Foundation", em Chicago, em 2003. Em 24 de agosto de 2007, Kanye apresentou o concerto beneficente inaugural para lançar a parceria da fundação com a Strong American Schools. O foco da organização é ajudar crianças de origem latina e afro-americana a continuarem na escola e a receberem educação apropriada no ensino fundamental, médio e superior. A fundação também ajuda os jovens a continuarem a cursar o ensino médio através da música. West contribuiu com mais de 500 mil dólares para a sua fundação. A organização também é chamada de "Donda West Foundation" em homenagem a mãe de Kanye.
      Kanye já apareceu e participou em vários eventos de angariação de fundos e concertos beneficentes. Ele já fez trabalho comunitário de assistência à vítimas do Furacão Katrinae também prestou assistência à Kanye West Foundation, o movimento Millions More e 100 Black Men of America. Além disso, participou dos concertos beneficentes Live Earth e Live 8, da caminhada pelo Dia Mundial da Água, de maratonas da Nike e um especial da MTV, onde ajuda jovens veteranos da Guerra do Iraque com dívidas e estresse pós-traumático com uma segunda chance ao voltarem para casa.
      Em fevereiro de 2009, West contribuiu com 2 dólares para se tornar um produtor do 1 Second Film, um projeto colaborativo de arte sem fins lucrativos, juntamente com mais de 11 mil produtores no mundo todo. Kanye possui sua propria loja de Roupa chamada Yeezy, coincidentemente é um de seus apelidos.
       
      Estilo e Influencia
       
      No início de sua carreira, a produção musical de Kanye West comumente utilizava samples vocais agudizados, geralmente de músicas soul, com sua própria percussão e instrumentos. Seu primeiro grande lançamento com seu característico estilo de sampling vocal foi "This Can't Be Life", uma faixa do álbum de The Dynasty: Roc La Familia de Jay-Z. West afirmou ter acelerado a percussão de "Xxplosive", de Dr. Dre, como alternativa à sua percussão em "This Can't Be Life".
      West disse que o produtor RZA do grupo Wu-Tang Clan o influenciou, e falou em várias ocasiões que os rappers Ghostface Killah e Ol' Dirty Bastard, do Wu-Tang, foram alguns de seus favoritos de todos os tempos. 
       
      Seguindo o sucesso comercial e de crítica de sua estreia em The College Dropout, West experimentou com o seu estilo de produção nos álbuns seguintes. Em Late Registration durante o qual colaborou com o compositor de filmes Jon Brion, Kanye apresentou um approach mais "cinematográfico" ao som do hip-hop, combinando seu estilo de sampling característico com instrumentos de sopro, loops de piano, arranjos de cordas e vários outros elementos orquestrais para produzir instrumentação rica, em múltiplas camadas. Seu estilo evoluiu ainda mais durante a concepção de Graduation, onde fez uso pesado de batidas orientadas por sintetizadores e efeitos sonoros futurísticos, se distanciando dos samples de soul e optando por variedades mais ecléticas de interpolação de artistas que vão desde Elton John e Michael Jackson até Daft Punk e Public Enemy.
      Mesmo tendo uma ocupação como produtor e depois como rapper, West demonstrou um interesse crescente em cantar durante a sua carreira. Os primeiros indícios podem ser encontrados em The College Dropout, em "Spaceship", faixa com um refrão melódico de West meio-cantado, meio-rap, estilo empregado pela primeira vez por ODB e Ghostface Killah, seus rappers favoritos. Na metade de 2008, enquanto participava de singles de vários outros artistas, West começou a cantar versos com o efeito auto-tune em "Put On", de Young Jeezy, e sem, em "Everybody", de Fonzworth Bentley. Isso finalmente culminou no lançamento de "Love Lockdown", single principal do quarto álbum de Kanye, 808s & Heartbreak. A música é o primeiro single solo de West a apresentar virtualmente nenhum rap, sendo, ao invés, totalmente cantada com o efeito auto-tune.
      West acompanhado por uma orquestra de câmara
       
      Apesar de seu uso de sampling ter diminuído com o passar do tempo, a produção de West continua a apresentar arranjos de corda distintos e complexos. Essa característica surgiu após ouvir o grupo inglês de trip-hop Portishead, cujo álbum ao vivo Roseland NYC Live, gravado em 1998 com a Orquestra Filarmônica de Nova York, o inspirou a incorporar violinos à sua produção de hip-hop. À época da gravação de seu álbum de estreia, Kanye só tinha condições de pagar por notas de violino fornecidas pelo violinista israelita Miri Ben-Ari; contudo, isso mudou com o sucesso posterior do disco, criando condições para que contratasse sua própria orquestra de cordas, composta de onze instrumentos. Durante algum tempo, West foi o único pop star a viajar em tour com uma orquestra de cordas.
       
      Kanye afirmou em várias ocasiões que, quando não está trabalhando, prefere ouvir rock ao invés de hip-hop. Ele cita Franz Ferdinand, Red Hot Chili Peppers e The Killers como alguns de seus grupos musicais favoritos. Adicionalmente, em Graduation, West se inspirou em bandas de arena rock como U2, The Rolling Stones e Led Zeppelin para criar melodias e progressões harmônicas. Tanto um fã como um apoiador da cultura indie, West utiliza seu website para promover bandas de indie rock pouco conhecidas, postando vídeos musicais e MP3s diariamente. A afinidade musical é mútua, e West já colaborou com artistas indie como Santigold, Peter Bjorn and John e Lykke Li, e incontáveis covers de suas músicas foram realizados por uma miríade de bandas de rock.
       
      Relação com Jay-z
       
      A relação dos dois sempre foi complicada desde o inicio, quando West era ainda apenas um produtor da Roc-A-Fella a relação dos dois era muito boa e era um clima de amizade, porém assim que Kanye quis virar um rapper a relação meio que deu uma desandada, pois Jay e outros executivos não queriam ele como Rapper, porém depois do sucesso de College Dropout Jay aceitou e até participou do disco do Kanye, com alguns altos e baixos com Jay, e em uma das musicas que Kanye fala como era sua relação com o Hova
      [Musica - Big Brother]
       
      Porém logo apos essa musica Jay-z e Kanye anunciaram seu album conjunto o Watch the Throne, que foi um enorme sucesso, de critica e audiencia, um dos singles mais aclamados 
      foi a musica Otis, porém apos este album a amizade dos dois nunca mais seria a mesma. 
      [Música Otis]
       
      Logo depois o Jay fez uma musica com o Justin Timberlake, logo apos essa musica sair Kanye falou negativamente da musica
       
      Logo depois veio o casamento do Kanye com a Kim, e varias pessoas apontavam que Jay seria o padrinho do casamento, porem Jay e Beyonce não foram no casamento e resolveram fazer uma viagem. Kanye depois disse que não ligava quem fosse para o casamento, o que importava era que a Kim fosse, logo depois Kanye fez um show e omitiu o Jay de algumas musicas em que o Hova participava. Em 2015 Tidal era lançada, 2016 Life of Pablo foi lançada e era especulado que so seria lançado na plataforma Tidal, porem foi lançada em todas as plataformas o que foi um baque para Kanye. Os dois iam colaborar para uma mesma musica, porem Kanye disse que o Jay estava envolvendo negocios na musica, e a musica nunca saiu do papel, neste mesmo show Kanye avisou que nunca mais vai ter um Watch the Throne 2, por causa de alguns acontecimentos, principalmente que o Jay nunca ligou para ele apos o assalto que Kim sofreu em Paris, apos alguns ataques de Kanye em Jay em alguns Shows, Hov respondeu as criticas em seu album 4:44. Agora a resposta vira de Kanye em seu proximo album.
       
      Discografia
      The College Dropout (2004)  
      Late Registration (2005)  
      Graduation (2007)  
      808s & Heartbreak (2008)  
      My Beautiful Dark Twisted Fantasy (2010)  
      Watch the Throne (com Jay-Z) (2011)  
      Cruel Summer (com G.O.O.D. Music) (2012)  
      Yeezus (2013)  
      The Life of Pablo (2016)  
       
      Hits
      Jesus Walks
       
      Stronger
       
      No Church In The Wild
       
      Mercy
       
      Heartless
       
      Homecoming
       
      Good Morning
       
      Link com premiações e indicações do Kanye
       
      Curiosidades
      A primeira música a despertar a imaginação de Kanye quando mais jovem foi ‘Me, Myself, and I’ do grupo de hip hop De La Soul Ele vendeu sua primeira música para um rapper de Chicago chamado Gravity por $8,800 A ideia de seguir carreira na indústria pornô passou por sua cabeça algumas vezes A luta de Kanye para a transição do produtor para o MC está bem documentada ao longo de sua música. No entanto, "Ele não ficou calado sobre o desejo de se tornar um rapper de pleno direito. Def Jam A & R Chris Anokute lembrou que Yeezy costumava jogar sua demo para ele em seu cubículo quando ele pararia nos escritórios de Def Jam para pegar suas verificações de produção. Se você pesquisar "Gay Fish" no google, aparece o Kanye West, em referencia ao episodio da serie South Park em que ele aparece  
      Frases
      Quando digo que sou o melhor é porque sou o melhor.“  Deus me mostre o caminho por onde o diabo tenta me derrubar. A única coisa que peço é que meus pés não me falhem agora. E eu não acho que haja nada que eu possa fazer agora para consertar meus erros. Eu quero falar com Deus mas tenho medo porque nós não falávamos há tanto tempo. Se a Bíblia fosse escrita hoje, eu estaria nela "Visitar minha mente é como visitar a fábrica de Hermès. Shit is real I'm a pop enigma. I live and breathe every element in life. I rock a bespoke suit and I go to Harold's for fried chicken. It's all these things at once, because, as a taste maker, I find the best of everything.  

      I am God's vessel. But my greatest pain in life is that I will never be able to see myself perform live. 

       
       
       
  • Quem Está Navegando   0 membros estão online

    Nenhum usuário registrado visualizando esta página.