Jump to content
×
×
  • Create New...

[Forgotten Forest]- A ilha misteriosa


Azrael
 Share
Followers 1

Recommended Posts

t9dEiT6.png

 

Após passarem por Nature Island, por incrível que pareça o Capitão Vicent-san resolve atracar em Forgotten Forest. Por sinal, a prisioneira saiu-se muito bem no coliseu na última ilha, e apesar da despedida um pouco desalentadora. Afinal, Augustus acabou criando um vínculo com a pugilista, de nome estranho, Raína. Além disso, ela tinha sido a "Sparring" de Orich, que procurava cada vez mais aprimoramento na arte da luta. Entretanto...

 

- Vejo que estão animados... - Ao atracarem na ilha que mais parecia uma floresta, o comandante dizia: - Bem, espero que gostem, pois será sua última chance de aprimoramento Orich!- Ele falava diretamente ao garoto. Todavia ficava resiliente em estar escolhendo certo. Afinal, o encontro com as duas garotas serviu para ter uma epifania, e resolveu que seria melhor que os cadetes tivessem mais experiência nas ilhas dos Blues. E essa, por ser à ilha mais misteriosa, poderia ser um ótimo treinamento para as pretensões de Orich e Augustus.


Os marinheiros, então, desembarcavam, alguns carregavam baús, outros, simplesmente iam na frente e ficavam posicionados no alto das árvores, atiradores de grande confiança do Capitão Vicent-san. Em seguida passando pela praia, iam um grupo de 20 marinheiros, com dois quartetos carregando os baús para dentro da floresta. Entretanto, por incrível que pareça o Capitão Vicent-san não ia com eles, relegando as funções, aos dois, Orich e August.

 

- Vi, que são fortes, por isso garantam a proteção e escolta do grupo... - Ele coçava a cabeça, ficava aparentemente meio constrangido, depois continuava...: -Eu vou ficar no navio garantindo há proteção do mesmo. 
 
Em seguida adentrava a cabine do Capitão, e ficava lá aparentemente não tinha mais ordens para os dois, que no momento estavam no convés. A praia, por sinal era muito bonita, no começo podiam avistar coqueiros, no fim de vários metros, a floresta começava a tomar conta, e a mata ficava bem mais densa.

 

@Kadso@Macar

 

Obs: Depois acrescento mais coisas..

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
  • Replies 3
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Após passarem por Nature Island, por incrível que pareça o Capitão Vicent-san resolve atracar em Forgotten Forest. Por sinal, a prisioneira saiu-se muito bem no coliseu na última ilha, e apesar da despedida um pouco desalentadora. Afinal, Augustus acabou criando um vínculo com a pugilista, de nome estranho, Raína. Além disso, ela tinha sido a "Sparring" de Orich, que procurava cada vez mais aprimoramento na arte da luta. Entretanto...   - Vejo que estão animados... - Ao atracarem na il

Olho meio desconfiado para o capitão, suas instruções soaram meias estranhas mas não paro para pensar nisso, sigo o fluxo e me posiciono para a escolta do grupo. Ativo o meu haki de observação com intenção de varrer o perímetro, como meu haki ainda não está aperfeiçoado acabo por por muita pressão e qualquer movimento (por menor que seja) acaba por me chamar muita atenção. - "Droga, estou muito tenso..." - Penso! De fato a escolta será um ótimo treinamento, e assim que surgir a oportunidade tent

Finalmente o grupo chega a última parada antes da missão especial na GL. Dentro de Augustus havia uma mistura de preocupação, ansiedade, euforia, era difícil explicar. Adentrava a ilha com o grupo sem saber exatamente o que estava fazendo, apenas acompanhava todos, nem mesmo tinha ouvido o capitão Vicent. Kimi parecia ter percebido isso e inicia uma conversa.   _ Ah, sim. Também não vejo a hora de estar lá, mas já experimentamos um pouco o mundo lá, tivemos uma derrota pesada. - Olhava

Olho meio desconfiado para o capitão, suas instruções soaram meias estranhas mas não paro para pensar nisso, sigo o fluxo e me posiciono para a escolta do grupo. Ativo o meu haki de observação com intenção de varrer o perímetro, como meu haki ainda não está aperfeiçoado acabo por por muita pressão e qualquer movimento (por menor que seja) acaba por me chamar muita atenção. - "Droga, estou muito tenso..." - Penso! De fato a escolta será um ótimo treinamento, e assim que surgir a oportunidade tentarei fazer uso da minha habilidade recém criada.

 

Nesse meio tempo me viro para Augustus e vejo ele meio alheio: - Hey, cabeçudo... Aconteceu algo?!? Achei que você iria estar mais empolgado já que estamos na última ilha do South Blues... Não vejo a hora de ir logo para a Grand Line e sair dessas águas calmas! - Digo com convicção e animação.

***

@Kadso me responda!

  • Like 1

biS7GtR.png

Link to post
Share on other sites

Finalmente o grupo chega a última parada antes da missão especial na GL. Dentro de Augustus havia uma mistura de preocupação, ansiedade, euforia, era difícil explicar. Adentrava a ilha com o grupo sem saber exatamente o que estava fazendo, apenas acompanhava todos, nem mesmo tinha ouvido o capitão Vicent. Kimi parecia ter percebido isso e inicia uma conversa.

 

_ Ah, sim. Também não vejo a hora de estar lá, mas já experimentamos um pouco o mundo lá, tivemos uma derrota pesada. - Olhava para cima, ou tentava ver algo, era como se nem mesmo estivesse vendo o cenário ao redor. - _ Precisamos resgatar o orgulho da Marinha, mas sabemos quão difícil vai ser. Nossa tarefa é muito difícil. - Continuava andando, acompanhando o grupo, ainda parecendo disperso.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

A caminhada foi dura durante as primeiras três horas, e à noite foi ainda pior, pois o grupo viu-se preso em uma enorme teia de aranha e quase não conseguiram sair do labirinto criado por aquelas imensas criaturas. Depois por sinal, enfrentaram uma caverna cheia de serpentes, uma delas deu muito trabalho para Orich e Augustus. Afinal, as presas daquela cobra eram enormes, e de tempos em tempos ela soltava esguichos de veneno. A luta foi árdua, mas no fim conseguiram vencer aquela estranha criatura, ao menos é o que pensavam os marinheiros.  No entanto, prosseguiram, e quando chegaram à uma determinada parte da floresta, eis que foram surpreendidos por duas figuras vestindo roupas curtas. Bem, não fosse o conhecimento prévio da ilha, eles certamente ficariam assustados. Logo, não obstante viram que eram apenas nativos, e que estavam felizes em vê-los. Por sinal, explicaram toda a situação, incrivelmente falavam o idioma dos marinheiros. Em seguida agradeceram, levando os dois baús e deixando os marinheiros amingua de novo, com somente um comando para voltarem para o navio. Então, foi o que fizeram, toda a comitiva seguiu viagem rumo à embarcação, o caminho fora mais calmo e sem grandes obstáculos. Apesar de terem evitado à maioria das armadilhas,  o tempo que levaram para voltar foi mais longo, demorando cerca de dois dias. Em seguida adentraram o navio pela ponte, e cumprimentavam o Capitão Vicent-san com um sorriso.

 

- Ótimo trabalho, vamos zarpar, e enfim seguir para Grand Line! - Ele dava tapinha nas costas dos marinheiros, encaminhado os feridos para a enfermaria, e a maioria ao refeitório. No entanto, aquela estranha viagem ficaria na memória de muitos desses recrutas por muito tempo, e afinal, o que teria naqueles baús? Certamente, eles nunca ficariam sabendo....

 

 

Obs: Último post... Obrigado à todos.

Edited by Azrael
  • Like 1
Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share
  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.